Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Veleiros do Velas Latinoamérica estão abertos à visitação a partir desta quarta-feira em Itajaí

Embarcações das marinhas do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Equador e Venezuela participam do evento

Carla Superti
Vale

Os seis veleiros que participam do Velas Latinoamérica 2014 já estão atracados em Itajaí. Eles chegaram na terça-feira (11) na cidade, mas antes disso fizeram um espetáculo para o público à beira-mar costeando as praias de Itapema e Balneário Camboriú.

Zé Rogério/RICTV Record
Chegada dos veleiros foi acompanhada por multidão na terça-feira (11)

Os veleiros das marinhas do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Equador e Venezuela estão abertos para visitação do público desta quarta-feira (12) até sábado (15), das 14h ás 19h. O acesso dos visitantes acontece pelo portão dois do porto de Itajaí, na rua Blumenau.

O evento Velas Latinoamerica 2014 é coordenada pela Armada da Argentina e tem o apoio da Marinha do Brasil na etapa local do evento, que tem na programação desfile naval dos veleiros pela região e visitação pública às embarcações, que vão percorrer os mares do Atlântico e Pacífico em uma viagem que totalizará 134 dias até a chegada em Veracruz, no México, em 23 de junho.

Além da visita pública, nos dias 14 e 15 de fevereiro, a partir das 21 horas, no Centreventos, vão ocorrer apresentações especiais da Banda Sinfônica do Corpo de Fuzileiros Navais para os cerca de 1.500 tripulantes das embarcações participantes da regata, em evento fechado ao público geral.

No domingo, 16 de fevereiro, a partir das 10 horas, um novo Desfile Naval pela orla da região marca a despedida das embarcações no litoral catarinense rumo à Punta del Este, no Uruguai. O desfile repete o trajeto da chegada, seguindo pelas praias da Atalaia, Cabeçudas, Brava, Balneário Camboriú e Itapema, para depois seguir jornada em alto-mar.

Itajaí foi escolhida para sediar a etapa brasileira desta grande regata internacional em função da infraestrutura regional e da experiência do município em eventos desta natureza. “A cidade, que se afirma como um polo internacional na área náutica, depois de sediar a Volvo Ocean Race e a Jacques Vabre, se torna referencial”, destaca o Comandante de Corveta Rodrigo Lázaro. As cidades de Recife, Salvador, Fortaleza, Natal e Rio de Janeiro concorriam com Itajaí para receber a “Velas Latinoamerica 2014”.

O encontro de veleiros é decorrente do evento “Velas Sudamerica 2010”, realizado no Rio de Janeiro, entre as marinhas de 14 países latino-americanos. Em maio de 2012, durante a XXV Conferência Naval Interamericana, ficou acordado que, a cada quatro anos, haverá um Encontro de Grandes Veleiros. “Estas embarcações são utilizadas nas atividades práticas dos futuros oficiais das marinhas, onde eles colocam em prática os conhecimentos teóricos adquiridos durante a sua formação”, explica o Capitão de Corveta.

Ainda segundo ele, esta é uma das atividades realizadas pela Marinha da Argentina, em homenagem ao Dia da Armada, comemorando o bicentenário da vitória na Batalha Naval de Montevideo (onde a esquadra argentina terminou com o domínio espanhol no Rio da Prata). A iniciativa, acrescenta, também tem o objetivo de estreitar e fortalecer os laços de fraternidade e camaradagem entre os povos representados por suas armadas. Além disso, promove o incremento da ligação entre a comunidade e o mar, da “mentalidade marítima”, o que é um foco da Marinha Brasileira.

Participam desta segunda edição da “Velas Latinoamerica” as seguintes embarcações:

“Libertad” (Argentina): um dos maiores veleiros, com 104 metros de comprimento e capacidade para 314 tripulantes;

“Cisne Branco” (Brasil): Navio de 1999, com 76 metros e capacidade para 76 tripulantes;

“Esmeralda” (Chile): Outra grande embarcação, de quatro mastros, com 113 metros e capacidade para 314 tripulantes;

“Gloria” (Colômbia): Veleiro com 76 metros de comprimento e para 155 tripulantes;

“Guayas” (Equador): Navio com comprimento de 78,4 metros e 187 tripulantes;

“Simón Bolívar” (Venezuela): Veleiro de 82,4 metros e para 188 tripulantes.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade