Publicidade
Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Justiça determina soltura do vereador de Itajaí José Alvercino Ferreira

Liberdade ficará condicionada pelo cumprimento de medidas cautelares

Bruna Bertoletti
Vale
Divulgação/ND
Depois de quatro meses detido, Zé Ferreira foi liberado da Canhanduba

A juíza Sonia Maria Mazzetto Moroso Terres, da 1ª Vara Criminal de Itajaí, determinou nesta quinta-feira (19) a soltura de José Alvercino Ferreira. O vereador licenciado foi preso preventivamente no dia 14 de julho por crimes investigados durante a Operação Parada Obrigatória. De acordo com a decisão, a liberdade do acusado ficará condicionada pelo cumprimento de medidas cautelares.

A ação determina que Ferreira não poderá manter contato com qualquer um dos envolvidos ou testemunhas. A liberdade ainda condiciona a presença em todos os atos processuais em que for convocado, comparecimento bimestral em juízo para informar e justificar as atividades, estar diariamente em casa até às 20h, não se ausentar da cidade por mais de oito dias e a entrega do passaporte ao Juízo.

A determinação ainda estabelece o pagamento de fiança de 15 salários mínimos, R$ 11.820,00, e destaca que o valor não tem relação com os possíveis prejuízos causados ao município pelos crimes investigados. A manifestação favorável ao pedido de liberdade, encaminhado pela defesa do vereador licenciado, se deve ao fato de que todas as testemunhas envolvidas já foram ouvidas, não colocando em risco a seguridade do processo.

José Alvercino Ferreira deixou o Complexo Penitenciário da Canhanduba por volta das 17h30 desta quinta-feira (19). Eles esteve detido durante 128 dias por crimes envolvendo o setor de Trânsito de Itajaí. O vereador também é citado na CPI da Codetran em andamento na Câmara da cidade. 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade