Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Justiça bloqueia bens do comandante da PM de Navegantes

Tenente Coronel teria utilizado recursos públicos de forma indevida

Redação ND
Vale
Reprodução/RICTV Record
Comandante teve mais de R$ 9 mil bloqueados

A Justiça atendeu a um pedido do Ministério Público (MP) e determinou através de uma decisão liminar o bloqueio dos bens do comandante do batalhão da Polícia Militar de Navegantes, Tenente Coronel Marco Antônio Otávio até o valor de aproximadamente R$ 9,7 mil.

O MP ingressou com uma ação civil pública, alegando que o comandante teria usado recursos de um convênio da Secretaria de Segurança destinados a ações de trânsito para comprar tapetes personalizados e redes de proteção.

O juiz Murilo Leirião Consalter determinou a indisponibilidade dos bens até o valor dos recursos utilizados ou, caso não haja o valor disponível, a restrição à alienação de veículos registrados em nome do comandante.

O tenente Coronel Marco Antônio Otávio afirmou, na noite desta terça-feira (30), que todo o material comprado com os recursos do convênio citado na ação do MP foi utilizado para ações que ão relacionadas com projeto de trânsito da cidade de Navegantes. "Os tapetes foram instalados em locais que são usados pelos agentes de trânsito, assim como a rede de proteção foi instalada para garantir a segurança das crianças que participam dos projeto de educação para o trânsito desenvolvidos no batalhão", explicou.

O comandante afirmou, no entanto, que ainda não foi informado da decisão judicial e assim que for intimado fara sua defesa. "Tudo o que foi comprado está instalado em bens públicos para o uso da comunidade. Fiz tudo com a anuência da procuradoria. Estou tranquilo", finalizou. 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade