Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Rio do Peixe está três metros acima do nível normal e pode transbordar em Videira

De acordo com a Defesa Civil, três famílias já foram retiradas das residências e outras cinco estão sendo monitoradas

Redação ND
Oeste

O município de Videira já começa a registrar os primeiros transtornos por causa da chuva intensa registrada desde a terça-feira (24). De acordo com o coordenador municipal da Defesa Civil (DC), Dinilso Gaio, três famílias foram levadas para residências de parentes e tiveram os móveis retirados de suas casas. 

Ainda segundo Gaio, a DC monitora mais cinco residências e avalia a necessidade da retirada das famílias. Na Vila Verde, funcionários do Departamento de Serviços Urbanos (DSU) estão trabalhando no desentupimento de tubulações.

Nível do rio preocupa

O Rio do Peixe, que corta a área central de Videira, estava três metros acima do nível normal por volta das 10h desta quinta-feira (26). Segundo o coordenador da Defesa Civil, o rio está subindo 15 centímetros por hora. Se a previsão de 63 milímetros se confirmar para esta quinta-feira, no início da noite o Rio do Peixe deverá atingir os quatro metros acima do leito, transbordando na Rua XV de Novembro. "A situação é preocupante porque a previsão para sexta-feira também é de grandes volumes de Chuva. Segundo o Climatempo, são esperados 85 milímetros para amanhã", diz Gaio.

Divulgação/Ascom Prefeitura/ND Oeste
O Rio do Peixe pode transbordar ainda nesta quinta-feira (26)

 

Ruas interditadas

Os pontos mais críticos estão na Rua Ricardo Brandalise, no Bairro Cibrazém (Contorno Sul), próximo a entrada para o Rio Tigre, onde um barranco deslizou sobre a pista. Além disso, o trecho entre a Rua Angelo Albiero até a SC-135 também foi interditado por causa do excesso de água na pista. Já a Rua Ernesto Fantin, no Bairro Sesi, está em meia pista.

Segundo o Órgão de Trânsito de Videira (ORTRAVI), ao longo do dia outras vias poderão ser interditadas sem aviso prévio. A orientação é para que os motoristas redobrem a atenção e procurem rotas alternativas, já que a área central está congestionada.

Na Fundação Municipal de Esportes (FMEV), que fica às margens do Rio das Pedras, no Bairro Alvorada, a água já invadiu o piso inferior. De acordo com a prefeitura, também faltam poucos centímetros para a água atingir a ponte localizada na Rua José Formigheri, naquela mesma região.

:: Videira registra deslizamento de terra e pontos de alagamentos

Situação no interior 

No interior, pontes e pontilhões estão cobertos pelas águas, deixando as estradas interditadas para as comunidades de São Roque, Santo Antônio e Lourdes. Em Santa Lucia, nas proximidades do Clube do Vanz, o pontilhão também foi encoberto. Já os moradores de São Pedro estão sendo orientados a usarem a estrada de Anta Gorda.

Aulas canceladas

Por conta dos transtornos e pontos de alagamentos, a secretaria de Educação de Videira cancelou as aulas nas oito escolas da Rede Municipal na tarde desta quinta-feira (26) e durante toda a sexta-feira (27). As escolas permanecerão abertas para repassar informações aos pais. Já as creches estarão funcionando normalmente, mas a prefeitura recomenda que os pais que tiverem condições deixem as crianças em outro local para evitar problemas de trafegabilidade. 

 

 

Com informações Ascom Prefeitura

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade