Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Curso promovido pelo aeroporto de Chapecó tem simulação de acidente aéreo

Atividade envolveu cerca de 100 pessoas na manhã desta quinta-feira

Redação ND
Oeste

Na manhã desta quinta-feira (13), a administração do Aeroporto Serafim Enoss Bertaso, em Chapecó, promoveu mais uma etapa do curso de capacitação para o Corpo Voluntário de Emergência. A atividade contou com uma simulação de acidente aéreo e assustou alguns moradores da região, que ligaram para a imprensa imaginando se tratar de um acidente real.

:: Assista a reportagem do Jornal do Meio Dia

Divulgação/Mauri Oliveira/ Prefeitura de Chapecó
Curso aconteceu em uma área de treinamento próxima ao aeroporto

 

O curso acontece desde a última segunda-feira (11) e conta com a participação de aproximadamente 70 alunos. São oferecidas aulas teórico-práticas envolvendo conteúdos de Legislação do Serviço Aeronáutico, primeiros socorros e combate a incêndios. A capacitação foi dirigida a funcionários do aeroporto, moradores próximos, Guardas Municipais e profissionais de unidades hospitalares e órgãos de atendimento de urgência e emergência.  

A simulação envolveu diretamente cerca de 100 pessoas e aconteceu na área de treinamento próxima ao Aeroporto de Chapecó. O Corpo de Bombeiros Militares coordenou os trabalhos com o acompanhamento de técnicos da Agência Nacional de Aviação Civil, da administração do Aeroporto, Força Aérea Brasileira, policiais e órgão de imprensa. Nas atividades simuladas de socorro às vítimas, a turma de alunos foi dividida em grupos e cada um recebeu uma atribuição.  

Voluntários colaboraram fazendo o papel de passageiros e integrantes da tripulação da aeronave envolvida em um acidente. A preparação das vítimas foi realizada no Hangar da Polícia Civil de Fronteira. "Maquiagens especializadas para esse tipo de simulação foram feitas para causar um efeito de aproximação do cenário com um caso real de acidente envolvendo uma aeronave", enfatizou o administrador do Aeroporto Serafim Enoss Bertaso, Eglon Buraseska.  

A preparação do cenário começou no início da manhã e a simulação durou cerca de 50 minutos entre a queda fictícia de uma aeronave, a explosão, o combate às chamas, os primeiros socorros, imobilização e o deslocamento das vítimas para as unidades hospitalares.

Segundo Buraseska, os integrantes do curso, que agora estão habilitados para fazer parte do Corpo Voluntário de Emergência do aeroporto, receberão uma carteirinha de CVE, um boton e um certificado. "O aspecto prático do curso aproximou a comunidade aeroportuária de uma situação real. É um mecanismo eficaz de preparação dessas pessoas para o atendimento as vítimas de um acidente aéreo com a prestação de métodos técnicos de primeiros socorros", acrescentou. 

Divulgação/Mauri Oliveira/ Prefeitura de Chapecó
Voluntários fizeram o papel de passageiros e tripulação

 

Divulgação/Mauri Oliveira/ Prefeitura de Chapecó
Simulação do acidente durou cerca de 50 minutos
Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade