PPS define apoio à candidatura de Geraldo Alckmin à Presidência

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – No primeiro compromisso do dia em que será oficializado candidato do PSDB à Presidência, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin recebeu o apoio do PPS, que se reuniu em convenção nacional neste sábado (4). O partido decidiu compor a coligação do tucano por unanimidade.

No encontro, Alckmin minimizou o fato de o PPS não apoiar o candidato do PSDB em São Paulo, João Doria. No estado, o partido fechou aliança com Márcio França (PSB), vice de Alckmin que assumiu o governo neste ano.

“Cada estado tem uma realidade própria, isso não ocorre só em São Paulo, isso ocorre em muitos estados. Há partidos que apoiam o PSDB no estado e não me apoiam. Isso é uma realidade da federação e do multipartidarismo brasileiro”, afirmou.

Sobre a escolha da senadora Ana Amélia (PP) para compor sua chapa como vice, o tucano afirmou que a senadora representa o novo.

“[A escolha] contempla hoje o que há de mais importante, que é o empoderamento das mulheres. A luta das mulheres não é só das mulheres, é de todos nós. A sociedade melhora quando temos participação das mulheres”, disse.

Política

PPS define apoio à candidatura de Geraldo Alckmin

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – No primeiro compromisso do dia em que será oficializado candidato do PSDB à Presidência, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin recebeu o apoio do PPS, que se reuniu em convenção nacional neste sábado (4). O partido decidiu compor a coligação do tucano por unanimidade.

No encontro, Alckmin minimizou o fato de o PPS não apoiar o candidato do PSDB em São Paulo, João Doria. No estado, o partido fechou aliança com Márcio França (PSB), vice de Alckmin que assumiu o governo neste ano.

“Cada estado tem uma realidade própria, isso não ocorre só em São Paulo, isso ocorre em muitos estados. Há partidos que apoiam o PSDB no estado e não me apoiam. Isso é uma realidade da federação e do multipartidarismo brasileiro”, afirmou.

Sobre a escolha da senadora Ana Amélia (PP) para compor sua chapa como vice, o tucano afirmou que a senadora representa o novo.

“[A escolha] contempla hoje o que há de mais importante, que é o empoderamento das mulheres. A luta das mulheres não é só das mulheres, é de todos nós. A sociedade melhora quando temos participação das mulheres”, disse.

Mais conteúdo sobre

Jornalismo