OMS diz que se prepara para ‘pior cenário’ de ebola na República Democrática do Congo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A OMS (Organização Mundial de Saúde) disse nesta sexta-feira (11) que o risco de propagação do vírus do ebola na República Democrática do Congo é elevado e que a organização se prepara para “o pior cenário possível”.

A OMS registrou 18 mortes decorrentes do ebola. Ao todo, são 32 os casos confirmados ou suspeitos da doença entre 4 de abril e 9 de maio.

Todos os casos foram registrados na região de Bikoro, próxima da fronteira com a República do Congo.

Trata-se do nono surto de ebola no país desde a descoberta deste vírus em seu solo, em 1976.

“Estamos muito preocupados e nos preparamos para todos os cenários, incluindo o pior possível”, declarou nesta sexta o diretor do programa de resposta de emergências da OMS, Peter Salama.

Em nota divulgada nesta semana, o Ministério da Saúda da República Democrática do Congo disse que a situação “constitui uma emergência de saúde pública internacional”.

Mais conteúdo sobre

Mundo

OMS diz que se prepara para ‘pior cenário’ de ebola na República Democrática do Congo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A OMS (Organização Mundial de Saúde) disse nesta sexta-feira (11) que o risco de propagação do vírus do ebola na República Democrática do Congo é elevado e que a organização se prepara para “o pior cenário possível”.

A OMS registrou 18 mortes decorrentes do ebola. Ao todo, são 32 os casos confirmados ou suspeitos da doença entre 4 de abril e 9 de maio.

Todos os casos foram registrados na região de Bikoro, próxima da fronteira com a República do Congo.

Trata-se do nono surto de ebola no país desde a descoberta deste vírus em seu solo, em 1976.

“Estamos muito preocupados e nos preparamos para todos os cenários, incluindo o pior possível”, declarou nesta sexta o diretor do programa de resposta de emergências da OMS, Peter Salama.

Em nota divulgada nesta semana, o Ministério da Saúda da República Democrática do Congo disse que a situação “constitui uma emergência de saúde pública internacional”.

Mais conteúdo sobre

Jornalismo

Nenhum conteúdo encontrado