Ibama fiscaliza pesca ilegal em Itajaí e Navegantes

Uma fiscalização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) apreendeu 11 redes de arrasto em Itajaí e Navegantes na segunda-feira (30). A operação dos fiscais começou no pontal de Navegantes, onde muitos pescadores artesanais atuam. No momento do flagrante, todos envolvidos na pesca desapareceram e deixaram para trás seis redes. Três foram recolhidas na beira do mar e as outras três ainda na água.

Zé Rogério/RICTV Record

Fiscais apreenderam as redes, mas não encontraram responsáveis pelos materiais

 

Em algumas redes havia peixes como tainhas e até mesmo um siri. Em Itajaí, outras cinco redes foram apreendidas. Apesar do flagrante, todos os pescadores conseguiram fugir antes da chegada dos fiscais e ninguém acabou preso.

As redes apreendidas, que são usadas para fazer o cerco aos cardumes, não podem ser utilizadas a menos de 1,2 mil metros dos molhes. Também há uma lei que proíbe a colocação de rede fixa no Litoral de Santa Catarina, feita justamente para evitar a mortandade de espécies como a tartaruga. O pescador que for flagrado com este material pode pagar multa que varia de R$ 700 a R$ 100 mil. Ele ainda pode ser preso e responder por crime ambiental, com pena de um a três anos de detenção.

Geral