Grupo de 30 pessoas invade reserva indígena do Morro dos Cavalos, em Palhoça

Cerca de 30 pessoas em 10 carros, um caminhão e uma moto invadiram no fim da tarde deste sábado (31) a reserva indígena do Morro dos Cavalos, em Palhoça. Segundo os índios, o grupo chegou atirando para o alto e soltando fogos de artifício. Houve princípio de conflito.

PRF/Divulgação

Negociação para retirada dos invasores começou no fim da tarde

Policiais rodoviários federais, policiais militares, um delegado da Polícia Federal, além de representantes da Funai (Fundação Nacional do Índio), foram ao local para controlar a situação e negociar a retirada pacífica do grupo.

Segundo a PRF, o grupo ocupou uma das construções que ficam à margem da BR-101, numa área onde antes funcionavam um restaurante, uma borracharia e uma empresa de guincho.

Os policiais não encontraram armas com os invasores, que fizeram um churrasco para celebrar a ocupação.

A área à margem da BR-101 foi incorporada à aldeia por ordem judicial. O grupo é liderado por um ex-morador do local, que alega falta de pagamento da indenização.

De acordo com a PRF, invasores e índios entraram em acordo por volta das 22h. Quatro ex-moradores foram autorizados a permanecer na casa invadida.

O restante do grupo deixou o local. A Funai vai acompanhar de perto a situação mantendo um funcionário na área.

Região