Envolvidos na Operação Sanguessuga têm bens indisponibilizados

 O Ministério Público Federal em Santa Catarina, em parceria com a AGU (Advocacia-geral da União), conseguiu obter na Justiça Federal a indisponibilidade de bens de dez pessoas físicas e jurídicas envolvidas na Operação Sanguessuga, ou Máfia das Ambulâncias, desarticulada, em âmbito nacional, em 2006. A ação civil pública por atos de improbidade administrativa foi proposta em 2009 pela AGU. Entre os réus na ação, figura um ex-deputado federal da região. A ação corre em segredo de Justiça.

Política