Ataques a mesquitas deixam ao menos 49 mortos na Nova Zelândia

Atualizado

A polícia neozelandesa prendeu três homens e uma mulher sob a suspeita de terem atacado a tiros duas mesquitas na cidade de Christchurch, a terceira maior do país, nesta sexta-feira, 15. Ao menos 49 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas durante os ataques.

As autoridades locais informaram apenas que há “várias” vítimas fatais. A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Arden, afirmou que esta sexta “é um dos dias mais sombrios” da história do país.

Além dos ataques a tiros, a polícia de Christchurch desativou diversos explosivos encontrados em veículos.

Um homem vestido de preto foi visto entrando na Masjid Al Noor por volta das 13h45, e logo depois várias rajadas de tiros foram ouvidas. Muitas pessoas correram para fora do local. Na mesquita Linwood Masjid, que fica em um subúrbio de Christchurch, cinco tiros foram ouvidos, e há relatos de ao menos dois feridos.

Mais conteúdo sobre

Polícia