Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Universitários joinvilenses faturaram o primeiro lugar em dois concursos

Cada dupla venceu concursos nacionais no mês passado, em São Paulo, eliminando cinco concorrentes na final

Redação ND
Joinville
Carlos Junior/ND
Talento. Luã Gonçalves (D) e Leonardo Carneiro venceram a etapa nacional do Hans Bueschkens Young Challenge

 

Se você vai para a cozinha, faz umas misturas antes de colocar os ingredientes na panela e acha que seus preparos são saborosos, precisa conhecer as façanhas dos estudantes de gastronomia da Univille Leonardo Carneiro, Luã Gonçalves, Marcia Hattenhauer e Rafaela Hetzer.  No último ano do curso, cada dupla venceu concursos nacionais no mês passado, em São Paulo, eliminando cinco concorrentes na final. Além de preparar alimentos saborosos, tinham tempo para elaborar os pratos, que além de bonitos precisavam ser saborosos, abusar da criatividade e fazer a apresentação da ficha técnica do cardápio.

Luã e Leonardo venceram a etapa nacional do Hans Bueschkens Young Challenge, concurso que reúne estudantes de gastronomia de todo o país. O evento ocorreu durante a Bienal do Ibirapuera, em São Paulo. Os universitários tiveram quatro horas para a preparação do menu e 30 minutos para a sua montagem. Mas eles não saíram de Joinville com a receita pronta. Receberam a black box (caixa preta) com os ingredientes na tarde anterior a prova e precisaram elaborar uma entrada, prato principal e sobremesa. 

Segundo Leonardo, com a presença de peixe e cará na black Box, escolheram fazer rollmops na entrada e mil folhas de cará de sobremesa, dois alimentos comuns na região Norte de Santa Catarina. “Como Joinville é uma das maiores produtoras de cará e rollmops, estes elementos chaves nos ajudaram a conquistar o prêmio pela originalidade, além das outras características avaliadas”, revela.

Mas apesar do tempo curto para elaborar os pratos, eles fizeram um treinamento. A professora Mariana Duprat, que coordena o curso de gastronomia, passava por e-mail alguns ingredientes no estilo black box e, no dia seguinte, eles iam para a cozinha da faculdade criar menus. “Era meio complicado porque não estamos mais na mesma sala por causa do trabalho, mas arrumávamos tempo e simulávamos como se estivéssemos sendo testados”, revela Leonardo. 

Pratos com referências regionais

Assim que souberam quais eram os 60 ingredientes oferecidos pela organização, Leonardo e Luã optaram por elaborar pratos com referências regionais e correram para procurar em supermercados carré de cordeiro e outros ingredientes para testar a receita, faltando menos de 24 horas para apresentar aos jurados.

A cozinha industrial que tiveram para treinar em São Paulo era de um amigo da professora Gabriella Kerber, incentivadora da dupla. “O problema é que era do outro lado da cidade. Então fomos em vários supermercados para achar todos os ingredientes e depois passamos a noite e a madrugada elaborando o cardápio e a ficha técnica”, conta Luã. Depois desta maratona toda, precisaram servir as refeições para 7 jurados e elaborar um outro apenas para ser fotografado. 

Luã recorda que além da tensão normal que era preparar o cardápio e para cumprir o prazo, tiveram problemas no forno. No sorteio, deviam se a segunda dupla a elaborar o menu. “Mas por causa do vazamento, fomos os últimos e isto aumentou a tensão”, lembra. Além de não saber quais eram os ingredientes, os participantes precisavam levar todos os utensílios e trabalhar em um fogão que não eram acostumados a usar, diferente do que é usado na faculdade.

Agora a dupla deve participar de outros concursos pelo Estado para treinarem para a próxima etapa, que é representar o Brasil no Hans Bueshkens Young Chefs Challenge America, que vai ocorrer no Equador, em data a ser definida. “Sabemos que vai ser difícil, mas vão treinar bastante e estudar para conquistar mais este prêmio”, garante Luã.

 

Prato apresentado no Hans Bueschkens Young Challenge

Entrada

Rollmops de filhote e banana sobre cama de brotos e coulis de pimentão vermelho

Prato principal

Carré de cordeiro defumada com ravióli de pupunha recheado com abóbora na manteiga de alecrim com batata bolinha ao murro e cenourinhas glaciadas e chimia de manga

Sobremesa

Mil folhas de cará sobre redução de espumante rose ao perfume de rosas

 

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade