Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Noite das Artes homenageia artista Fritz Alt em Joinville

Evento reúne música, dança e exposição fotográfica, nesta terça-feira a partir das 19h30

Suelen Soares da Silva
Divulgação/ND
Artista plástico alemão, que morreu em 1968, é o homenageado da Noite das Artes

 

Uma única noite para reunir a arte e a cultura joinvilense. A 2ª Noite das Artes, que ocorre nesta terça às 19h30, na Sociedade Harmonia-Lyra, será uma homenagem ao artista plástico alemão Fritz Alt. A entrada é um quilo de alimento não perecível, que posteriormente será doado ao Lar Abdon Batista.

O grande legado deixado pelo artista na cidade e na região será celebrado com a apresentação de diferentes artes. A noite terá uma mostra com 12 fotografias, produzidas em 2006 para o livro “Fritz Alt – A Verdade do Desejo”, do historiador Walter de Queiroz Guerreiro.

Nesta mostra, Guerreiro destaca obras conhecidas do artista, como Pietá, mas também aquelas que a maioria das pessoas desconhece, como os bustos do General Sampaio e de Duque de Caxias, que estão no pátio do 62º BI; algumas foram furtadas de seu local original. Além disso, a mostra destaca a relação de amor que Alt tinha com o batalhão, a Lyra e a sua casa-ateliê.

A Orquestra Cidade de Joinville, sob a regência da maestrina Fabrícia Piva, dará a sua valiosa contribuição nesta noite, que terá ainda o barítono Douglas Hahn, com Matheus Alborghetti ao piano interpretando obras dos compositores Beethoven e Carlos Gomes, dois artistas que também ganharam bustos feitos pelas mãos do escultor. Para fechar este ciclo das artes, o bailado e o encantamento das Danças Populares da Cia. de Dança Liliana Vieira.

 

Arquivo/Luciano Moraes/ND
Artista cuidou minuciosamente dos detalhes que ornam as paredes e a fachada da Sociedade Harmonia-Lyra

  

De acordo com Hahn, que também assina a coordenação artística do evento, será uma grande noite que reafirma o nome da Sociedade Harmonia-Lyra como palco de difusão da cultura da cidade. A escolha do homenageado, segundo o coordenador, tem a ver com a ligação de Fritz Alt com a Lyra. “Fritz dedicou as obras que ornam a Harmonia-Lyra e foi um frequentador assíduo da casa. Estamos muito felizes em poder homenageá-lo e dar continuidade ao nosso trabalho”, afirma.

A primeira Noite das Artes ocorreu em julho de 2014 e foi dedicada a Lieselotte Trinks, primeira professora de balé da Lyra. Naquela noite, houve a entrega do seu piano recuperado e uma exposição fotográfica e também foi entregue a restauração da pintura mais antiga produzida em Joinville, “A Rainha e o Pavão” de 1882, de Hugo Calgan.

 

Quem foi Fritz Alt

 

Nascido na Alemanha e radicado no Brasil, Fritz Alt passou a maior parte da sua vida em Joinville. Muitos de seus trabalhos estão expostos pela cidade, tais como o Monumento do Imigrante, na praça da Bandeira, dedicado ao centenário de Joinville, o busto da Dona Francisca, na Rua das Palmeiras.

Alguns são menos conhecidos ou passam despercebidos aos nossos olhares como o mural em pastilhas de mosaico localizado na parte externa, bem na entrada, da Biblioteca Municipal Rolf Colin.

 

Fabrício Porto/ND
Arte de Fritz Alt estampa a parede exterior da Biblioteca Municipal Rolf Colin

 

A sua antiga casa, na rua Aubé, atualmente é o Museu Casa Fritz Alt, que abriga as suas obras e história. Ao todo, o museu possui 550 itens em seu acervo, que inclui uma coleção de 170 livros e 60 periódicos do escultor. Fritz Alt morreu em 15 de março de 1968, vítima de um ataque cardíaco, próximo ao Monumento do Imigrante.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade