Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Jovem apaixonado pela dança realiza sonho de infância e é aprovado na Escola do Teatro Bolshoi

Aprovados foram conhecidos nesta segunda e inscrições abrem em novembro

Alexandre Perger
Joinville

Todo o esforço, dedicação e ansiedade se reverteram em alegria para os 51 novos alunos da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, aprovados na seletiva realizada no fim de semana passado. As matrículas deverão ser feitas de 1o  a 30 de novembro, na própria escola, em Joinville. Os documentos necessários serão informados pelo site www.escolabolshoi.com.br. As aulas iniciam no dia 10 de fevereiro de 2014.

::Confira a lista de aprovados pela Escola do Teatro Bolshoi em Joinville

 

Rogério Souza Jr./ND
Guilherme comemora apoio dos amigos: "Meu Facebook ficou congestionado"

 

A seleção foi concorrida, com quase o dobro de candidatos do ano passado, contando todo o processo, desde as pré-indicações realizadas pelo Brasil. Em 2012, foram 2.800 inscritos. Este ano, o número passou de 4.000, de 15 estados. Na etapa final, 597 crianças e adolescentes fizeram os testes no Bolshoi, em Joinville.

Para a primeira série do curso básico em dança clássica, todas as 40 vagas disponíveis foram preenchidas, com 18 meninas e 22 meninos. Do total, 12 são de Joinville. O restante virá de outros estados, como Rio de Janeiro, Bahia, Piauí, Mato Grosso, Paraíba, São Paulo e Paraná.

Sem um número de vagas pré-definidas, outros 11 bailarinos e bailarinas terão a oportunidade de continuar a formação na filial do Bolshoi no Brasil. Esse grupo será matriculado em séries mais avançadas, do curso técnico de nível médio em dança clássica e curso técnico de nível médio em dança contemporânea. São todos de fora de Santa Catarina, incluindo três de Assunção, capital do Paraguai. 

Na seleção para as séries iniciais, a surpresa no resultado foi a maioria de meninos. “Isso é mais difícil, até porque muitas meninas têm o sonho de serem bailarinas”, diz a coordenadora pedagógica do Bolshoi, Mariléia Cami. Segundo ela, foi encontrado um grupo bom de alunos, no perfil que a escola procurava. “Estamos satisfeitos com todos”, comenta a coordenadora.

 

Paixão precoce pela dança premiou jovem joinvilense

O estudante Guilherme dos Reis, 11 anos, é um dos joinvilenses selecionados para a turma do Bolshoi. O interesse do menino por balé é precoce. Desde os dois anos, ele já prestava a atenção em filmes com cenas de dança. “Tudo me encanta no balé, a perfeição dos corpos, os movimentos, a música e a dança”, diz o garoto. Há dois meses, ele faz aulas e essa foi a primeira tentativa no teste do Bolshoi.

As aulas ainda não começaram, mas Guilherme já faz planos. “Depois de me formar, quero trabalhar no Bolshoi e montar minha escola de dança”, conta. Sair do Brasil e ingressar em uma grande companhia ainda não está na meta do garoto. Além da família, os amigos também comemoraram a vitória do colega. “Meu Facebook ficou congestionado de tanta mensagem, nem consigo mexer direito. O pessoal está dando parabéns e apoiando.” A mãe de Guilherme, a professora Julie Christie Caglione, também está empolgada com a novidade. “Vamos apoiá-lo, é o futuro que ele tem, vai aprender cidadania também”, destaca.

Apesar daquela fama de que o pai geralmente não gosta muito da ideia de ver o filho fazendo balé, o microempresário Gilson Honório dos Reis chorou de felicidade quando soube do resultado e está orgulhoso. “A alegria que eu senti é equivalente ao dia que ele nasceu, é o maior orgulho do mundo, meu filho nasceu com estrela”, diz o pai.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade