Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Morador de Barra do Sul, Eduardo Eugênio Batista lança mais três livros de poesias nesta semana

Os livros "Internamente Exposto", "Relevos" e "Eclipse" trazem versos escritas há algum tempo, pelo joinvilense que desde 1992 mora à beira-mar, vivendo uma fase de intensa criação, escrevendo até sete sonetos (seu estilo preferido) por dia

Suelen Soares da Silva
Joinville
Fabrício Porto/ND
Escritor Eduardo Eugênio Batista publica três livros de sonetos e já prepara um infanto-juvenil e outro de contos. Em "Relevos", a foto que ilustra a capa é de seu bisavô

 

 

"Sou de tudo um pouco,

sou um normal poeta louco,

sem endereço, morando

e voando onde sempre

é o meu começo.

Venha até mim,

aqui comigo não existe o fim!"

Eduardo Eugênio Batista

 

Três livros fresquinhos de poesia do escritor joinvilense Eduardo Eugênio Batista chegaram ao mercado literário nesta semana. O escritor, que havia lançado o seu primeiro livro em setembro do ano passado, ressurge com mais três obras poéticas, prontas para serem desveladas.

Os livros estão disponíveis para compra no site http://www.clubedeautores.com.br/authors/91599, onde também é possível conhecer um pouco mais sobre o autor. Batista conta que escreve desde a adolescência, desde os 12 anos de idade para ser mais exata. Atualmente, com 50 anos, calcula ter escrito cerca de 1.800 poesias e não para por aí. “A minha inspiração é instantânea, eu escrevo todos os dias”, afirma.

Os livros "Internamente Exposto", "Relevos" e "Eclipse" trazem poesias escritas há algum tempo, mas que só agora puderam ser publicados. Em Internamente Exposto, o autor resgata os seus sonetos mais sentimentais que falam da vida e das reflexões humanas.

No Relevos, os sonetos levarão o leitor de volta a infância, aos amores perdidos e questões atuais como o racismo e o preconceito.  E Eclipse, que conforme o escritor não são sonetos tristes, mas que falam de tristeza, amargura e depressão.

Batista reside no Balneário Barra do Sul desde 1992 e daquelas paisagens é que surgem a inspiração para as suas rimas. Antes de lançar o primeiro livro, costumava escrever em blogs, então além das novas poesias e histórias o escritor possui muitos textos publicados na internet.

 

Histórias de pescador

Atualmente, ele prepara um livro infanto-juvenil e um livro de contos que irá contar histórias extraordinárias que povoam o imaginários dos moradores do Balneário Barra do Sul. “Existem muitas histórias de assombrações que os pescadores da região contam, eu mesmo já vivi uma história desse tipo”, comenta.

A meta do escritor seria de publicar dez livros neste ano, mas devido ao custo e tempo, porque além de ter a formação de ajustador mecânico, Batista ainda é desenhista e vendedor e nas horas vagas, pescador. Mas afirma estar feliz com os quatro livros que já tem publicados. “É muito prazeroso, dá trabalho, claro, é cansativo. Mas publicar um livro é uma realização pessoal e também ajuda na cultura”, conclui.

 

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade