Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Coletivo Impar de Teatro estreia espetáculo de rua em Joinville

Peça será apresentada de quarta a sábado no cruzamento das ruas Dr. João Colin com 15 de Novembro e também no Galpão de Teatro da Ajote

Suelen Soares da Silva
Joinville
Divulgação/ND
Iraci Seefeld (esquerda), Bia Alvarez, Robson Benta e Nathielle Wougles fazem parte do elenco

 

Administrar o tempo. Melhor aproveitá-lo, fazer valer cada segundo vivido, ou simplesmente deixá-lo passar. Estas e outras discussões fazem parte do espetáculo “Breve curso prático de administração do tempo”, do Coletivo Impar de Teatro, que estreia nesta semana. A sequência de apresentações começa nesta quarta-feira (9) e segue até sábado (12), no cruzamento das ruas Dr. João Colin e 15 de Novembro e também no Teatro da Ajote.

O espaço urbano é campo de ação e significado para esta obra de teatro de rua, performance e intervenção urbana. A peça foi criada de forma colaborativa entre os atores do grupo e o diretor convidado, Pedro Bennaton, do Erro Grupo, de Florianópolis.

No elenco, a jornalista e produtora cultural Iraci Seefeldt, os atores Bia Alvarez, Luciano Fusinato, Nathielle Wougles e Robson Benta. Iraci conta, que o tema da peça gira em torno do tempo, da falta dele, das relações humanas, entre outros.

De acordo com Iraci, para chegar ao texto final do espetáculo foram feitas diversas entrevistas com pessoas nas ruas da cidade e pesquisa em artigos, textos e pensamentos filosóficos sobre o tema. “Nós queríamos trabalhar com um contexto contemporâneo e o texto é fruto desse processo de investigação, de observação e pesquisa bibliográfica”, afirma.

Por se tratar de uma intervenção urbana, o andamento do espetáculo depende, também, de como este público que irá trafegar por este cruzamento irá reagir. Iraci explica que a ficção irá se misturar com a realidade e estabelecer conexões com as pessoas e com o lugar. “Tem muita improvisação, a partir da participação ou não desse público que estará transitando. Nós não vamos interromper o fluxo do trânsito, mas quando o sinal fechar vamos interagir na faixa de pedestres”, ressalta.

De acordo com Iraci, o Coletivo Impar de Teatro surgiu da necessidade que os atores tinham de fazer algo novo e de ter uma relação mais próxima com a cidade e a vida urbana. “Nós queremos algo que promovesse essa relação do teatro com a cidade. Qual é o papel do teatro? Nós queremos discutir isso e outras tantas indagações”, destaca.

O espetáculo tem o apoio do Simdec (Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura), através do projeto de pesquisa, formação e montagem teatral (IN) Pares, proposto por Iraci Seefeldt.

 

Teatro contemporâneo

Nesta linha de teatro mais contemporâneo o coletivo se identificou com o trabalho do diretor Pedro Bennaton, que trabalha questões mais urbanas de perfomances e teatro de rua. O grupo teve encontros presenciais com o diretor em Joinville e foram realizados preparações e ensaios, tinham as ruas da cidade como palco. Esta apresentação é resultado de um desejo do Coletivo, mas também vem de encontro às possibilidades do tema, do projeto e do diretor.

“O uso do tempo contempla a todos e contém nele tanto a característica principal do surgimento da era industrial quanto o da vida. O tempo é vendido, espremido, duplicado, mas não é gozado e tampouco visto em longo prazo enquanto aquele que nos falta e do qual não é possível reaver. O tempo está implicado nas inquietações do Coletivo, de modo bem direto em sua acepção e nas observações realizadas pelos atores desde o início do processo”, explica Bennaton.

 

Serviço

O quê: “Breve curso prático de administração do tempo” - Coletivo Impar de Teatro

Quando: Quarta-feira (9) e sexta, às 19h e sábado, às 10h, todas no cruzamento das ruas Dr. João Colin com 15 de Novembro. Na quinta, será às 20h, no Galpão de Teatro da Ajote (rua 15 de Novembro, 1455 – Cidadela Cultural Antarctica)

Entrada: gratuita

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade