Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Bolshoi forma a 8ª turma de balé clássico e contemporâneo neste fim de semana em Joinville

Comemorações começam na sexta e terminam no domingo, quando 41 alunos receberão o certificado de bailarinos profissionais

Suelen Soares da Silva
Joinville
Divulgação/ND
Formandos vão agora em busca de novas oportunidades dentro e fora do país como profissionais

 

Formar bailarinos profissionais, mas acima de tudo formar cidadãos. Nesta sexta-feira (4), sábado e domingo, a Escola do Teatro Bolshoi do Brasil terá 41 novos bailarinos recebendo o certificado e se despedindo do espaço que foi a casa deles durante muito tempo. O sentimento que fica entre os estudantes da 8ª Formatura do Bolshoi é de dever cumprido e de gratidão.

O baiano, Adelson Carlos, 19 anos, veio ainda criança para Joinville. No seu pensamento apenas a certeza de que seria um bailarino. Nascido em Salvador, Adelson está se formando no Balé Clássico e conta, que sempre teve vontade de dançar, porém o preconceito com meninos que dançavam era muito grande. “Antigamente o preconceito era bem maior, mas eu sempre tive essa vontade de dançar e meus pais me apoiavam. Então eu fiz o teste e passei. Quando penso na formatura nem acredito, parece que passou tão rápido”, enfatiza.

Assim como a maioria dos alunos que chegam de estados distantes de Santa Catarina, Adelson também teve que se adaptar ao clima, a cidade e as pessoas. “Eu estranhei muito a comida e os costumes, levei quase dois anos para me adaptar”, confessa.

Com a outra formanda soteropolitana Fernanda Feillace, 20 anos, não foi diferente. Há cinco anos no Bolshoi. Fernanda ingressou na escola no clássico, porém a sua aptidão foi ainda maior pelo contemporâneo. Segundo ela, foi preciso bem mais que a vontade de ser uma bailarina, para sair, da sua casa, na companhia dos pais, para morar e um Estado totalmente diferentes do dela. “Tudo foi muito difícil, teve o desafio da técnica que é diferente, mas a maior dificuldade foi de adaptação”, relembra.

Adaptação não foi problema para as Letícias. Letícia Amorim, 19, é de Joinville e explica que a proximidade com o Bolshoi aumentava o seu desejo de fazer parte da escola. A bailarina que será graduada no clássico, está há oito anos na escola e tem a persistência como uma das suas características. “Por eu ser de Joinville, eu já conhecia como era o Bolshoi. E eu tentei entrar três vezes consecutivas, até que com o apoio da minha família eu consegui”, destaca.

A paranaense Letícia Olegário, 18, há alguns anos residia em Joinville com a mãe, quando resolveu fazer o teste da escola. Letícia é um daqueles talentos garimpadas nas escolas da cidade e por não conhecer a realidade da dança tão de perto não tinha muita noção de como seria. “Eu não sabia bem como era, mas eu fui entendendo com o passar dos anos, porque o Bolshoi, não nos ensina a ser só bailarinos, ele nos prepara para a vida”, justifica.

Dedicação para o sucesso

A professora russa Ludmila Sinelnikova, acompanhou estes novos profissionais durante todo o processo de formação e comemora a formatura destes profissionais. Ela conta que teve dificuldades no início, mas de acordo com ela, nada que não pudesse ser superado com paciência e muitos gestos. “Eu lembro quando cheguei aqui, eu não sabia o português e eles não entendiam russo. Mas eu usava muitos gestos e eles me ajudavam muito e foram me ensinando a falar. Eu vi estas crianças crescerem, eles são a minha família”, relembra.

Ludmila está no Bolshoi há oito anos e conta que durante toda a sua vida pensou e respirou o balé 24 horas por dia. E que esta dedicação, ela tenta passar para os alunos, que sonham em dedicar as suas vidas a dança. “A dança é uma paixão e cada vez eu amo mais. Eu sempre digo para eles que a nossa profissão é muito difícil é preciso ter muito desejo por ela”, afirma.

Fernanda, Adelson e as Letícias e os demais 37 bailarinos vão em busca de novas oportunidades dentro e fora do país agora como profissionais. Uma das oportunidades é a Companhia Jovem do Bolshoi, que divulga a lista dos indicados no dia 8 de dezembro.

Gala da Formatura

Para celebrar este ciclo que se encerra para os alunos serão apresentadas duas noites de espetáculos. Nesta sexta e sábado, às 21h, os espetáculos “Ensejo” da coreógrafa Cassi Abranches, retrata, nos movimentos de bailarinos clássicos e contemporâneos e a evolução destes profissionais, desde os primeiros passos.

O balé“Inside” do professor do Bolshoi, Amarildo Cassiano, tem a cocriação dos formandos contemporâneos deste ano. A música de Mozart é fonte inspiradora e celebra uma reação de igual intensidade. No domingo (6), às 10h30, ocorre a colação de grau. Todos os eventos ocorrem no Teatro Juarez Machado e são voltados para convidados dos formandos.

Lista dos formandos, cidade e estado

Adelson Carlos Nascimento Santos Junior, Salvador (BA)

Cassiano Marcos Rodrigues da Silva, São Caetano do Sul (SP)

Gabriel Matheó Bellucci, Salvador (BA)

João Pedro Lippert Ludwig, Gramado (RS)

João Pedro Soares Lopes, Guaçuí (ES)

Marcelo Eduardo Kanopka Pinto, Araçatuba (SP)

Marley Lucena Martins, Jardim do Seridó (RN)

Matheus Segrini Rocon, Vitória (ES)

Pedro Ernesto Frizon, Goiânia (GO)

Pedro Farias Pires Neto, Eunápolis (BA)

Thiago Neves Silva, Araçuaí (MG)

Wiliam Araujo Menezes, Salvador (BA)

Ana Carolina Pitta de Carvalho, Niterói (RJ)

Andressa Queiróz do Nascimento, Joinville (SC)

Beatriz Paulino Duarte, São Paulo (SP)

Carolina Zaborne Oliver e Silva, Londrina (PR)

Fernanda Honorata Pereira da Silva, Rondonópolis (MT)

Giovanna Vido Grossi, São Paulo (SP)

Iaçanã Curtinhas de Castro, Rio de Janeiro (RJ)

Letícia Amorim, Joinville (SC)

Letícia Calvete Brendler, Bagé (RS)

Letícia Olegário da Silva. União da Vitória (PR)

Marina de Freitas Carneiro, Campina Grande (PB)

Amanda Barros Barbosa de Araújo, Recife (PE)

Ana Carolina Pansani, Pedreira (SP)

Bruna Mendes, Joinville (SC)

Clarice Yoko Ogawa Matsunaga, Seropédica (RJ)

Felipe de Souza, Joinville (SC)

Fernanda Freitas de Brito Faillace, Salvador (BA)

Gabriel Pinter Cordeiro, Belo Horizonte (MG)

Geovana Coimbra Santos, Ceres (GO)

Igor Meneses Sousa, Salvador (BA)

Izabella Takano, Campinas (SP)

Juan Pereira Duarte, Feira de Santana (BA)

Lorena Wendy Costa da Silva, Belém (PA)

Manuela Botelho Linhares, Recife (PE)

Marcelo Sebastian Aguero Avalos, Assunção, Paraguai

Matheus Henrique Martins Santana, Barretos (SP)

Matheus Rogério Flores Reinaldo - Esteio (RS)

Mayara Reis Viçoso - Campinas (SP)

Regislaine Simões da Silva - Rondonópolis (MT)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade