Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Biblioteca Municipal de Joinville recebeu a peça teatral “Dividindo Eu”

Espetáculo da companhia Dionisos Teatro trata sobre a da questão da alienação parental

Redação ND
Joinville

Com auditório lotado, a Biblioteca Pública de Joinville recebeu, na manhã desta quarta-feira (9), a peça teatral “Dividindo Eu”, da companhia Dionisos Teatro. Integrantes do Cras (Centro de Referência da Assistência Social) do Paranaguamirim, alunos de escolas públicas e o Grupo de Sensibilização, composto por pessoas da terceira idade, estiveram presentes. A coordenadora de eventos, Cristiane Santos, conta que a Biblioteca reúne uma série de eventos culturais, incluindo peças teatrais que fazem parte do projeto “Biblioteca Conta”.

Rogerio da Silva/Secom/Divulgação/ND
Peça teatral apresentada na Biblioteca Pública foi financiada pelo Simdec

 

Incentivado pelo Simdec (Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura), o projeto consegue promover a cultura e concentrar públicos de bairros periféricos no ponto de encontro da leitura. O fomento no valor de R$ 30 mil possibilitou pagar as apresentações teatrais e elaborar a agenda de eventos culturais da Biblioteca em 2014.

A partir do convite da Juíza de Direito, Dra. Hildemar Meneguzzi de Carvalho, da 2ª Vara da Família da Comarca de Joinville, a Dionisos montou o espetáculo “Dividindo Eu” para tratar da questão da alienação parental (interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores ou responsável para que repudie genitor). O tom estereotipado da trajetória de vida de qualquer ser humano (nascer, viver, crescer, ter filhos) não provoca nenhum pré-conceito a respeito da organização familiar, mas questiona de forma poética e artística os laços rompidos com a separação do casal.

“Acreditamos na integração do público motivado pelas leituras na biblioteca com a peça de teatro, identificando casos reais de quem já passou por uma separação”, considera Clarice Steil Siewert, atriz do elenco. “Na separação, os filhos acabam sendo vítimas desse jogo de persuasão dos pais e o fórum de Joinville tem vários processos de guarda dos filhos. O que se revela como um problema social muito delicado”, avalia Cristiane.

A intenção da juíza Hildemar de Carvalho é iniciar uma campanha de conciliação durante o processo de divórcio no que diz respeito, principalmente, à situação dos filhos. A próxima apresentação da peça “Dividindo Eu” está marcada para ocorrer no dia 8 de outubro, na Biblioteca Pública.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade