Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Adiado edital para obra em pátio na Estação da Memória, em Joinville

Fundação Cultural ainda não possui uma data para a abertura da licitação, porque aguarda transferência de recursos de outros setores

Redação ND
Joinville
Luciano Moraes/ND
Problema: resíduos de asfalto comprometem a originalidade do calçamento de paralelepípedos

 

A FCJ (Fundação Cultural de Joinville) adiou o lançamento do edital que irá escolher a empresa que executará a obra de recuperação do pátio que fica ao lado da Estação da Memória, onde foi colocado no ano passado uma cobertura asfáltica considerado irregular pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). O asfalto já foi retirado, mas agora o piso de paralelepípedos precisa de tratamento especial para voltar às suas características originais.

Segundo a  gerente de Patrimônio, Ensino e Arte da Fundação Cultural de Joinville, Gessonia Leite Andrade Carrasco, o adiamento se deu devido à dificuldade de se chegar a uma rúbrica orçamentária – que é a verba prevista em orçamentos públicos, com um determinado fim – associada à falta de recursos próprios do setor de patrimônio. “Nós já utilizamos o orçamento disponível e agora teremos que esperar que recursos de outro setor sejam redirecionados para nós”, explica a gerente.

Devido a esta situação, a FCJ não determina um prazo para a abertura de concorrência da licitação, até que seja criada essa nova verba ou dotação para suprir esta despesa.

O asfalto foi colocado no pátio da Estação da Memória em maio de 2013 pelo Ittran (Instituto de Trânsito e Transportes) sem consulta ao órgão do patrimônio histórico. A área tem 70 metros de comprimento por 16 de largura e nela funcionava o pátio de cargas da estação, construída em 1906. O Ittran iria aproveitar o pátio para uma escola de trânsito.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade