Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Vendas de imóveis novos em São Paulo recuam 46,3% em um mês

Em outubro foram comercializadas 1.972 unidades, contra 3.674 em setembro. Dados são do Secovi-SP

Redação ND
Joinville

As vendas de imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo caíram 46,3% em outubro na comparação com o mês anterior, de acordo com levantamento feito pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação de São Paulo). Foram vendidas 1.972 unidades ante as 3.674 de setembro. No acumulado do ano, as vendas chegaram a 21.176 unidades - 3,3% a menos do que no mesmo período do ano passado. Os lançamentos também diminuíram ao passar de 3.805 para 2.359 (-38%).

No acumulado do ano (janeiro e outubro de 2012) o lançamento de imóveis chegou a 18.841 unidades, ante as 26.551 unidades lançadas até o décimo mês do ano de 2011, com variação de -29,0%.

O segmento de dois dormitórios foi o líder com 1.116 unidades vendidas em outubro, o equivalente a 56,6% de todas as ofertas.

Segundo o Secovi-SP, ainda há expectativa de retomada do crescimento das vendas, mas a redução de atividades econômicas de forma globalizada contribuiu para a timidez na desenvoltura da economia brasileira e, consequentemente, do mercado imobiliário.

“Além disso, outros fatores devem ser levados em conta na análise dos resultados, como os gargalos da legislação e a demora no processo de licenciamento de projetos. Os custos financeiros resultantes da demora na aprovação e as contrapartidas exigidas pelos licenciadores vêm contribuindo para reduzir a produção de novos empreendimentos, encarecer o custo do terreno e elevar o preço dos imóveis”, disse o presidente do Secovi-SP, Claudio Bernardes.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade