Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Vendas de eletrodomésticos com desconto de até 50% começam em 4 de novembro

Celesc lançou segunda edição do programa Bônus Eficiente, que prevê troca de aproximadamente 43 mil aparelhos antigos

Isabella Mayer de Moura
Joinville

Foi lançada oficialmente nesta quarta (23) a segunda edição do programa Bônus Eficiente, da Celesc. O projeto consiste, basicamente, em trocar freezers e geladeiras com mais de cinco anos de uso e sem o selo de eficiência energética por produtos novos que tenham o selo Procel, que garante maior economia de energia. O cliente ganha até 50% de desconto na nova mercadoria. As vendas começam a partir de 4 de novembro em todas as Lojas Colombo do Estado e também pelo televendas da empresa. A previsão de troca de produtos é de 43 mil eletrodomésticos, sendo 6.000 freezers e o restante em geladeiras, de acordo com o coordenador do projeto, Mario Cesar Machado Jr.

 

Divulgação/ND
Lançamento do programa foi realizado na sede da Celesc, em Florianópolis


Na edição do ano passado, os condicionadores de ar também estavam inclusos no projeto. Neste ano, devido ao aumento no valor deste produto, ficaram de fora. “Os preços foram influenciados pela alta do dólar e tiveram grande aumento neste ano, então não conseguimos encaixá-los no projeto deste ano. Não ficaria dentro do custo/benefício estipulado pela Aneel (Agência Nacional Energia Elétrica)”, disse Machado Jr. Outra diferença no Bônus Eficiente deste ano é que os produtos não precisam ser similares quanto às suas características, como por exemplo, ter a mesma capacidade em volume.
“A Celesc tem trabalhado nos últimos tempos sob o viés da sustentabilidade. Além dos esforços para oferecer a maior qualidade de seus serviços, dedica-se a ações voltadas à cidadania e à responsabilidade socioambiental”, afirmou o presidente da companhia, Cleverson Siewert, durante o lançamento da segunda edição do programa, realizado na sede da concessionária de energia elétrica, na Capital.
O investimento no programa neste ano será de quase R$ 30 milhões. No ano passado, foram investidos cerca de R$ 20 milhões. Estes recursos vieram do Fundo de Eficiência Energética, que é pago por todos os consumidores da Celesc, estando incluso no valor da conta de luz.
De acordo com Machado Jr, o projeto Bônus Eficiente prevê uma economia em torno de 18 mil MWh por ano, oo suficiente para abastecer a cidade de Joinville por um mês. As doações de R$ 30 ou R$ 50, feitas pelos consumidores, serão destinadas a dez entidades beneficentes de Santa Catarina.

Requisitos para a troca

- Ser cliente da Celesc e estar com o pagamento das contas de luz em dia

- Concordar em entregar seu eletrodoméstico usado para o descarte ambientalmente correto

- Fazer uma doação de R$ 30 (caso o eletrodoméstico novo tiver valor inferior a R$ 1 mil) ou R$ 50 (caso o eletrodoméstico novo possuir valor igual ou superior a R$ 1 mil)

- Entregar cinco lâmpadas incandescentes para receber cinco lâmpadas fluorescentes compactas ao custo de R$ 0,20 por lâmpada

- Assinar o Termo de Adesão no momento da aquisição do eletrodoméstico novo aceitando as regras acima descritas.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade