Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Transporte marítimo entre Joinville e São Francisco do Sul ainda sem data para começar

Atracadouro do Centro Histórico, em São Francisco, vai passar por vistoria pela empresa autorizada a operar a linha hidroviária

João Batista (JB)
Joinville
Divulgação/ND
Embarcação prevista para a travessia pela baía Babitonga tem capacidade para 47 passageiros

 

A volta de uma linha marítima de transporte de passageiros entre Joinville e São Francisco do Sul está prevista para novembro, mas ainda não tem data certa para implantação. Nesta quarta (29), o empresário Pablo Balbis, da Marinebus, empresa já autorizada pelo Deter (Departamento Estadual de Transportes e Terminais) a explorar o serviço, faz vistoria no atracadouro no Centro Histórico de São Francisco para verificar se o local tem as condições de infraestrutura necessárias de receber a embarcação.

Um dos problemas já identificados é a falta de um dos flutuantes, que sustenta a estrutura sobre a água. Segundo Balbis, o reparo está encaminhado. A princípio, um barco para 47 passageiros será utilizado na travessia. A embarcação ainda está em Florianópolis, na sede da empresa, enquanto o empresário resolve outra pendência: um local para o barco ficar guardado em Joinville. Está em negociação um espaço próximo ao trapiche dos Espinheiros, que será o ponto de embarque e desembarque de passageiros em Joinville.

“Agora tudo é questão de detalhes”, frisou o empresário. De acordo com ele, serão feitas seis viagens diárias inicialmente – duas pela manhã, duas à tarde e duas à noite. A primeira viagem do dia terá saída às 6h30, com partida do terminal de São Francisco chegada prevista às 7h em Joinville. O valor da passagem será de R$ 12, com cobrança a bordo. A implantação de novos horários e mais viagens vai depender da demanda do serviço. Uma segunda embarcação está sendo preparada para atender a procura, se houver necessidade.

O serviço de transporte vai marcar a retomada na navegação pela Baía da Babitonga desde o fracasso do Jetbus, em 2009, cujo ponto de partida era no terminal hidroviário próximo ao Mercado Público Municipal de Joinville. Por enquanto, o terminal não será utilizado pela embarcação da Marinebus devido ao assoreamento do rio Cachoeira, que inviabiliza a navegação até o local.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade