Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

São José comemora 268 anos de aniversário e preserva a tradição da sopa de siri

O crustáceo, que sempre foi encontrado em abundância nas baías da cidade, está cada vez mais raro na região. Para unir a tradição com a festa, acontece no domingo a 12ª edição do concurso gastronômico

Michael Gonçalves
Florianópolis
18/03/2018 às 19H01

São José completa 268 anos nesta segunda-feira (19) e um dos pratos típicos do município permanece presente no dia a dia da população. O siri, que sempre foi encontrado em abundância nas baías da cidade, está cada vez mais raro na região. Para unir a tradição com a comemoração de aniversário, acontece no próximo domingo (25), das 10h às 17h, a 12ª edição do Concurso Gastronômico Sopa do Siri. Quem quiser participar pode realizar a inscrição até as 12h do dia do evento, sem custo, apenas na obrigação de elaborar uma sopa em uma panela de 20 litros. As quatro melhores receitas receberão premiação em dinheiro. Já a sopa será servida ao custo de R$ 3.

Pescador Charles Ney Curcio é cozinheiro oficial do concurso gastronômico - Marco Santiago/ND
Pescador Charles Ney Curcio é cozinheiro oficial do concurso gastronômico - Marco Santiago/ND


Para dar conta de alimentar mais de 5 mil pessoas, que é a expectativa da organização, o presidente da Associação do Centro Histórico de São José, José Ricardo Koerich, 69, informou que o crustáceo vem de diferentes localidades do litoral catarinense. “Antes da construção da Beira-Mar josefense, a gente pegava siri com os pés. Hoje, ainda temos bastante, mas não com a fartura de antigamente. Caiu em 50% a oferta. Além da nossa produção local, contamos com os siris de Imbituba e de Governador Celso Ramos”, informou José Ricardo.

Aposentado e pescador, Charles Ney Curcio, 60, passa a maior parte do tempo no rancho de pesca. Em meio às tarrafas, as gaiolas e as embarcações, ele lembrou que o siri sempre esteve na alimentação dos josefenses, assim como outros pescados. Com a escassez, o preço da carne do siri ficou bem salgado.

“O quilo da carne do siri, quando é pura, chega a ser encontrada acima dos R$ 50. Ela está mais cara que o próprio filé mignon. Esse crustáceo conquista a todos pelo sabor diferenciado da sua carne. Não tem quem não goste de siri e a sopa é uma ótima oportunidade de manter viva a nossa tradição”, afirmou o pescador, que também é o cozinheiro oficial do concurso gastronômico.

Em 2017, 29 pessoas participaram do concurso gastronômico e a expectativa é que esse número possa ser superado nesta edição.

Siri está cada vez mais raro na região - Marco Santiago/ND
Siri está cada vez mais raro na região - Marco Santiago/ND


1.360 unidades do crustáceo divididos em 40 panelas de 20 litros

Responsável pela coordenação de 15 cozinheiros, o aposentado e pescador Charles Ney Curcio será o responsável em comandar a cozinha que vai comercializar mais de 5 mil pratos de sopa do siri. Além da tradicional sopa, a festa também vai oferecer outros pratos típicos como o pirão de peixe frito, pirão de linguiça, porção de peixe frito e pastéis de berbigão, camarão e carne. Serão 1.360 siris para alimentar a todos os interessados.

“Vamos preparar 40 panelas de 20 litros, com dois quilos de siri em cada. Isso representa 44 siris por panela. E não tem mistério na elaboração da sopa de siri que será comercializada aos participantes. Usamos os temperos básicos de cebola, tomate, manjericão, alfavaca, entre outros. Fica deliciosa e só quem participar da festa vai aproveitar”, provocou o pescador.

Para o presidente da Associação do Centro Histórico, José Ricardo Koerich, o evento deste ano estará mais estruturado. Serão 2 mil pratos de barro para atender a todos, com quatro pontos para servir a sopa. Também serão três pontos para a venda de pastéis e dos pirões, além de oito caixas. “Serão 4 mil m² de área coberta, com 4 mil cadeiras e 1 mil mesas. Também teremos apresentação do boi de mamão, pau de fita e grupo folclórico. Estamos preparando uma grande festa”, comentou.

No mesmo dia acontece mais uma edição da feira da Freguesia.

 

Concurso gastronômico sopa de siri

Quando: dia 25 de março;

Horário: das 10h às 17h;

Concurso: 12h;

Onde: Praça do Centro Histórico de São José

Entrada: gratuita.

 

Premiação do concurso*

1º lugar – R$ 1 mil

2º lugar – R$ 500

3º lugar – R$ 300

4º lugar – R$ 200

Inscrição - gratuita

*Todos também receberão um troféu  

 

Preços

Sopa de siri – R$ 3;

Pirão de linguiça – R$ 5;

Pirão de peixe frito – R$ 5;

Porção de peixe frito – R$ 10;

Pastéis (camarão, berbigão e carne) – R$ 4.

Pagamento – Dinheiro ou cartão de débito.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade