Publicidade
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Rodrigo Collaço é eleito novo presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina

As eleições chegaram a ir para uma segunda etapa entre os dois mais votados; foram 47 votos para Collaço, enquanto que Cesar Abreu recebeu 44

Redação ND
Florianópolis
06/12/2017 às 16H03

O desembargador Rodrigo Collaço foi eleito na manhã desta quarta-feira (6) o novo presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina para o biênio 2018-2019. A sessão que definiu os novos dirigentes do Poder Judiciário começou às 9h e o resultado da presidência saiu por volta das 10h15.

A eleição chegou a ir para uma segunda rodada entre os dois candidatos mais votados: Rodrigo Collaço e Cesar Abreu. O primeiro se elegeu com 47 votos, enquanto Abreu recebeu 44. A posse será em 1º de fevereiro de 2018. 

Rodrigo Collaço ganhou a eleição para a presidência do TJ com 47 votos - Fábio Queiroz/Agência AL/Divulgação/ND
Rodrigo Collaço ganhou a eleição para a presidência do TJ com 47 votos - Fábio Queiroz/Agência AL/Divulgação/ND


Sete candidatos estavam inscritos para concorrer ao cargo máximo, de presidente do TJ. Além de Collaço e Abreu, também concorreram os desembargadores Ricardo Fontes, Maria do Rocio, Alexandre d'Ivanenko, Jorge Borba e Joel Dias Figueira Júnior.

Além da presidência, a eleição também inclui os cargos de 1º vice-presidente, corregedor-geral de Justiça, 2º vice-presidente, 3º vice-presidente e vice-corregedor-geral. Para esses postos foram inscritos outros 14 magistrados. 

O desembargador Moacyr de Moraes Lima Filho foi eleito 1° vice-presidente e  para corregedor-geral da Justiça foi eleito o desembragador Henry Petry Júnior foi eleito corregedor-geral da Justiça. A votação segue para a conclusão da eleição da mesa diretora e a previsão é que a votação seja encerrada até o meio-dia. 

A eleição para os demais cargos definiu o seguinte corpo diretivo: desembargador Moacyr de Moraes Lima Filho, 1º vice-presidente; desembargador Henry Petry Júnior, corregedor-geral da Justiça; desembargador Carlos Adilson Silva, 2º vice-presidente; desembargador Altamiro de Oliveira, 3º vice-presidente; e desembargador Roberto Lucas Pacheco, vice-corregedor-geral da Justiça.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade