Publicidade
Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 22º C

Primeira ocorrência de neve em Joinville é registrada pela Epagri

Confirmação foi feita após moradores da Serra Dona Francisca enviarem fotos e relatos para o órgão

Redação ND
Joinville

A neve que ocorreu no Estado no início desta semana também chegou a Joinville, que foi incluída na lista dos 95 municípios de Santa Catarina com registro do fenômeno. A confirmação foi feita nesta quinta-feira (25) pela Epagri, com base em relatos e fotos enviadas ao órgão por moradores da região da Serra Dona Francisca, onde a presença da neve foi testemunhada durante a madrugada da última terça-feira (23). O registro e comprovação do fenômeno em território joinvilense é inédito, conforme informou o meteorologista da Epagri/Ciram, Marcelo Martins.

Epagri/Divulgação/ND
Epagri/Divulgação/ND
Joinvilense enviou foto dos flocos de neve para a Epagri

O privilégio foi para poucos. Apesar das temperaturas ainda continuarem baixas em todo o Estado, as chances da neve voltar a cair nas montanhas de Joinville são muitos raras. “No inverno neva na serra (Planalto Sul e Norte, Meio-Oeste) e raramente no Oeste, Vale e Litoral, só de forma excepcional como foi este. Ou seja, as chances são remotas (de o fenômeno se repetir)”, comentou, destacando que o inverno na região, entre julho e agosto, costuma ser frios com temperaturas mínimas e máximas baixas, típicas da estação.

A ocorrência de neve atingiu 32% do território catarinense. Em outros 32 municípios ainda foram confirmadas o fenômeno de chuva congelada, registro também considerado histórico pela abrangência das cidades e espaço afetado. Em Joinville, onde nunca houve um registro oficial de confirmação de neve, o fenômeno mais próximo foi a ocorrência de geadas em diversos pontos, principalmente na zona rural e nas localidades altas da Serra Dona Francisca, na madrugada na última quarta-feira. “É um episódio histórico. Se houve ocorrência anterior, não foi registrada nos últimos 20 a 30 anos. Em períodos anteriores a estes, os registros fotográficos eram mínimos”, completou Martins.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade