Publicidade
Segunda-Feira, 25 de Setembro de 2017
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Polícia prende suspeito de participação em assassinato de mulher em São José

Homem teria levado o primo até o local do crime e, em seguida, ajudado com a fuga

Redação ND
Florianópolis
15/05/2017 às 18H38

A polícia conseguiu localizar e prender um suspeito de participação na morte de uma mulher neste domingo (14) de Dia das Mães, em São José. O homem, de 52 anos, é acusado de ter dado cobertura a seu primo e possível autor do crime.

A suspeita é de que a mulher tenha sido morta pelo próprio filho, Marcelo Antonio de Souza, 41 anos,  após uma briga familiar na rua José Victor da Rosa, conhecida como rua Rosa, em Barreiros. Ele já tem registro de passagens na polícia por ameaça contra mulher e violência doméstica. A mãe, Dulce Cléia de Souza, 60 anos, levou uma facada durante a confusão e chegou a ser encaminhada por populares para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.  

Segundo a polícia, o suspeito ainda tentou matar Claudiomar Elias de Souza, 56 anos, que entrou em vias de fato com o suspeito para impedir a ação. O homem foi ferido a golpes de faca no queixo e nas costas, mas conseguiu quebrar a faca e tirar de Souza, que fugiu em um veículo Citroen/C4 Pallas, cor preta.

Primo do suspeito foi detido com um Citroen/C4 Pallas - RICTV/Reprodução/ND
Primo do suspeito foi detido com um Citroen/C4 Pallas - RICTV/Reprodução/ND


Após levantamento de informações, a polícia localizou o primo do autor do homicídio, que ainda estava com roupas sujas de sangue. Neivaldo José Bittencourt, 52 anos, já tem passagens por ameaça contra mulher, difamação, perturbação da tranquilidade, lesão corporal dolosa contra mulher, tráfico de drogas e posse de drogas. Ele foi preso na região de Três Riachos, bairro São Mateus, em Biguaçu, por policiais militares do 24º Batalhão.

De acordo com a PM, ele teria levado o primo até a casa para cometer o crime e, em seguida, ajudado a fugir. Com ele, também foi apreendido um carro Citroen C4 Pallas, utilizado para a fuga. O autor do crime, no entanto, segue foragido. As investigações ficaram a cargo da DPCAMI (Delegacia de Proteção a Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) de São José.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade