Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Polícia investiga em Joinville morte de jovem provocada por overdose de ecstasy

Garota de 22 anos passou mal durante festa e ficou três dias em coma no Hospital São José

Redação ND
Joinville
Reprodução/ND
Camila Batista estudava engenharia na UFSC e trabalhava no comércio

 

Um caso de morte provocado por overdose é investigado pela Polícia Civil de Joinville. A vítima é Camila Batista, 22 anos, que morreu nesta quinta-feira (21/6/12) de madrugada, depois de ficar internada por mais de três dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Municipal São José, em Joinville. Ela teve morte cerebral e a família optou pela doação de órgãos da jovem. Foram doados as duas córneas, o fígado e os rins de Camila.
Segundo exames realizados no hospital, a garota morreu de uma overdose de ecstasy. A família dela procurou a unidade de saúde na manhã de domingo, depois de a jovem ter passado mal,durante uma festa em uma casa noturna de Joinville. Ela chegou ao Hospital São José por volta das 11h, quase em estado de coma.
A polícia abriu uma investigação criminal. “A família procurou a Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso e registrou um boletim de ocorrência. Estamos aguardando o resultado dos laudos e exames para saber o que de fato aconteceu. O inquérito seguirá em conjunto com a Delegacia de Pirabeiraba”, explica o delegado Luiz Felipe Fuentes que deve ouvir nesta semana parentes e amigos de Camila.
Na página pessoal que a jovem mantinha no Facebook, dezenas de recados de amigos lamentavam o ocorrido e tentavam dar força aos familiares de Camila, destacando como a jovem era querida pelos amigos. Na mesma página, há recados postados por Camila na semana passada onde ela convida os amigos para o evento e diz que estava vendendo ingressos para a festa.
A família, muito abalada pela perda, preferiu não conversar com a imprensa. Camila morava no bairro Nova Brasília, cursava Engenharia da Mobilidade na UFSC/Joinville e trabalhava em uma loja de calçados. O corpo da jovem está sendo velado na Igreja Imaculado Coração de Maria no Nova Brasília e o enterro está marcado para esta sexta-feira, às 9h30, no Cemitério Municipal.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade