Publicidade
Sábado, 16 de Fevereiro de 2019
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Polícia Ambiental apreende 31 aves silvestres em Joinville

Dono da casa onde os pássaros eram mantidos em cativeiro foi multado em R$ 24.500

Rosana Rosar
Joinville

A Polícia Militar Ambiental apreendeu 31 aves numa casa na rua Willy Tilp, no bairro Nova Brasília, zona Leste de Joinville, no início da tarde de sexta (11). Os animais serão avaliados por um biólogo neste fim de semana e, caso tenham condições, serão devolvidos à natureza. Aqueles que não puderem voltar para o habitat natural serão levados para o Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres de Santa Catarina), em Florianópolis, na próxima semana. O dono da residência foi multado em R$ 24.500, responderá administrativamente e também poderá responder criminalmente.

Gisela Müller/ND
Aves foram levadas para a Polícia Ambiental e serão examinadas por um biólogo

 

Dois pássaros da espécie pixoxó, ameaçada de extinção, foram recuperados pelos policiais. A multa para cada uma dessas aves raras apreendidas foi de R$ 5.000 e, para os outros, de R$ 500 por ave. A lista de apreensões incluiu 14 trinca-ferro, cinco bonito-lindo, quatro tangarás, dois bicos de pimenta, dois coleiros, um chincharra e um papagaio. “Recebemos a denúncia pelo Net Denúncia (Ouvidoria) na semana passada de que ele comercializava passarinhos em cativeiro. O comércio não temos como comprovar, mas ele vai responder a um processo administrativo por manter em cativeiro pássaros da fauna silvestre”, explica o tenente Felipe Dutra.
O dono da casa tem 20 dias para se defender do processo da Polícia Militar Ambiental. “Se ele comprovar que tem registro de todos os pássaros no Ibama, a multa pode ser extinta”, detalha Dutra. Segundo o cabo Adair Batista, a caça também ficou caracterizada porque foram encontrados alçapões na residência onde os pássaros foram recolhidos. A infração será notificada ao Ministério Público de Santa Catarina.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade