Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

PF recebe laudo cadavérico e de armas no caso da queda de helicóptero em Joinville

Acidente causou três mortes e deixou um ferido, no início do mês de março

Redação ND
Florianópolis
11/05/2018 às 18H11

A PF (Polícia Federal) recebeu dois laudos para ajudar nas investigações sobre a queda do helicóptero ocorrida em Joinville, no Norte catarinense.

Um dos laudos é a necrópsia dos três corpos das vítimas mortas nesse acidente, e é uma exigência burocrática da investigação. O exame permitiu identificar o piloto Antonio Mario Franco
Aguiar, 56 anos, o auxiliar de pista Bruno Siqueira, 21, e o passageiro Ivan Alexssander Zurman Ferreira, 24.

A outra perícia diz respeito às armas encontradas: um revólver que estava com a numeração raspada e uma pistola calibre 9 milímetros que pertenceu às Forças Armadas do Paraguai.

A polícia aguarda ainda os laudos dos destroços da aeronave, feitos pelo Serviço Regional de Investigação de Acidentes Aéreos (Seripa), que foram encaminhados para Curitiba. O inquérito que investiga o acidente foi prorrogado por mais 90 dias.

O acidente aconteceu no dia 8 de março, por volta das 16h, em um bairro da zona sul da cidade de Joinville. Além dos três mortos, uma pessoa ficou ferida, o jovem Daniel da Silva, de 18 anos, que ficou internado por vários dias e depois foi encaminhado ao presídio regional da cidade.

A aeronave de uma empresa de táxi aéreo foi contratada para fazer um sobrevôo de 50 minutos desde o município de Penha até Joinville. O delegado a cargo do caso não descarta a hipótese de sequestro e a suspeita é de que a aeronave seria usada para resgatar um detento na penitenciária de Joinville.

>> Veja a reportagem do Programa Balanço Geral Itajaí:

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade