Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Pesquisa pode render economia na ceia de ano novo

Levantamento do Notícias do Dia mostrou que a diferença entre os espumantes pode chegar a 7.000%

Redação ND
Joinville

Faltando pouco para o encer­ramento do ano, a movimentação cresce nos supermercados para en­contrar os melhores produtos e os menores preços para as comidas e bebidas que não podem faltar na ceia. Uma boa pesquisa é essencial para não começar o ano com uma grande dor de cabeça.

A diferença de preços é gran­de, segundo constatou o Notícias do Dia em um levantamento feito em três grandes supermercados de Joinville. A maior está entre os espumantes. A diferença che­ga a 7.000%. Os mais caros são os champagnes, exclusivamente pro­duzidos na região de Champagne, na França. Os mais em conta são os produtos nacionais.

 

Carlos Junior/ND
Carlos Junior/ND
Jarbas Melo, chef do Bourbon, diz que não pode faltar um toque de superstição na ceia

 

A alta nos preços dos alimentos fez com que as ceias ficassem 8,1% mais caras do que no ano passado, segundo a FGV. Um dos itens que mais aumentou foi o lombo, que está 10,07% mais caro. O pernil teve uma alta menor: 3,44%.

O chef de cozinha do Bourbon Hotel, Jarbas Melo, diz que não pode faltar um toque de superstição na mesa. Nesta data são evitadas as aves, pois ciscam para trás – o que é interpretado como andar para trás. “Elas são substituídas geralmente pela carne de porco, que fareja para frente, dando a sensação de que o ano que está chegando será me­lhor”, acrescentou.

O preço do quilo do pernil de porco está oscilando entre R$ 12,98 e R$ 21,75 nos supermercados pes­quisados. O lombo custa a partir de R$ 16,48.

Para quem quer fugir do filé mignon, que chega a custar até R$ 55,29, Jarbas sugere alternati­vas mais em conta como o entre­cot (37,39 por quilo) ou contrafilé (R$ 32,57 por quilo). Nos peixes, as alternativas mais caras são o ba­calhau e o salmão. Para quem quer economizar, o chef do Bourbon su­gere pescados frescos.

A lentilha também é essencial e não pode faltar na ceia de Ano- novo, pois conforme a superstição, ela traz sorte. Com uma alta varia­ção de preços, ela pode ser compra­da a partir de R$ 2,90 até R$ 6,77 por 500g, dependendo da marca.

O gerente-geral do Bourbon Hotel em Joinville, Weliton Santos, sugere também a preparação de ali­mentos mais leves, como saladas e frutas. “Esta é uma época em que todos comem mais, mas ninguém quer ficar passando mal.”

DICAS

BEBIDA

Alternativa mais cara:

Champagne francês

Alternativa mais barata:

Espumante nacional ou sidra

CARNE BOVINA

Alternativa mais cara:

Mignon

Alternativa mais barata

Entrecot ou contrafilé

CARNE SUÍNA

Alternativa mais cara:

Leitão assado

Alternativa mais barata:

Lombo ou pernil

PEIXES

Alternativa mais cara:

Salmão ou bacalhau

Alternativa mais barata

Pescados frescos

NÃO ESQUEÇA

Ceia também deve ter alimentos e bebidas leves, como saladas, frutas e sucos;

Para os supersticiosos, a lentilha é essencial: traz boa sorte;

Fuja das carnes das aves, elas ciscam para trás, o que pode ser interpretado como andar para trás no ano que está chegando.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade