Publicidade
Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 22º C

Obra de arena esportiva na Lagoa da Conceição gera polêmica

Iniciativa visa coibir uro indiscriminado da orla por comerciantes e fomentar prática de esportes ao ar livre

Cristiano Rigo Dalcin
Florianópolis
29/11/2018 às 20H46

A obra de construção da sétima arena de esportes da prefeitura de Florianópolis na beira da Lagoa da Conceição, na Avenida das Rendeiras, gerou polêmica entre moradores e comerciantes da região. Autorizada pela Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente) e pelo Ministério Público, a ocupação do espaço público visa coibir o uso indiscriminado da orla pelos comerciantes e fomentar a prática de esportes ao ar livre.

Construção da arena esportiva na faixa gramada da Lagoa da Conceição gerou polêmica entre moradores e comerciantes - Foto: Marco Santiago/ND
Obra de construção da arena esportiva na beira da Lagoa da Conceição gerou polêmica entre moradores e comerciantes - Foto: Marco Santiago/ND

A obra iniciou nesta quinta-feira (29) com a colocação de uma camada de pedras e postes que serão utilizados para cercar o local com telas em uma área gramada que era utilizada pelos comerciantes para colocação de mesas e cadeiras e apresentações de bandas musicais. Nesta sexta feira (30), a área de 60 metros quadrados irá recebe 400 metros cúbicos de areia para finalização de duas quadras que serão utilizadas por praticantes de beach tênis, futevôlei e vôlei.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Esportes e Juventude, Ed Pereira, o interesse público é fomentar esportes ao ar livre. “O que não podemos fazer, como Poder Público, é deixar a opinião de poucos badernar a orla da Lagoa”, argumentou. O secretário destacou ainda que toda a estrutura é removível, sendo utilizado apenas pedras, telas e areia lavada de rio. “Não utilizamos concreto na obra”, destacou. A Polícia Ambiental esteve no local e assegurou a legalidade a obra. "Nós nos antecipamos a qualquer denúncia e está tudo legalizado, com autorização do Ministério Público e da Floram", relatou o sargento Claudemir Adão Salvio. 

Residente na Irlanda e passando férias em Florianópolis, o investidor José Ricardo Nunes elogiou a obra quando descobriu a finalidade. “É muito comum na Europa, principalmente em Portugal e na Espanha, a utilização da faixa de areia para instalação de arenas esportivas”, diz. Morador da Lagoa da Conceição, Dario José de Oliveira, 73 anos, não gostou da obra. “Por mim, não fazia essa obra. A água da chuva vai acabar levando todas essas pedras para a lagoa”, alega.

Gerente do Boni Gastronomia, Wagner da Costa Sanches, é favorável à instalação da arena. “Acho uma ótima ideia. Vai trazer público, gente da região e não vai dar prejuízo”. Proprietário do Restaurante Leka, Djalma Manoel Vieira cogita demitir funcionários que contratou para o atendimento das mesas na orla. “A lei precisa ser para todo mundo, não só para mim que tenho o restaurante em frente à quadra e fui obrigado a tirar as mesas”, argumenta. 

Com polêmica ou não, a arena da Lagoa da Conceição deverá ser inaugurada no próximo dia 9 de dezembro, e também terá iluminação para possibilitar a utilização à noite.  Avenida Beira-Mar Norte, Canasvieiras (duas), Saco dos Limões , Barra da Lagoa e Prainha já contam com arenas esportivas semelhantes.

Publicidade

8 Comentários

Publicidade
Publicidade