Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Novo corredor de ônibus começa a funcionar na área central de Joinville

Segundo o Ippuj, o tempo gasto no percurso entre o terminal do Centro e o do Iririú irá diminuir de 30 para 12 minutos

Suelen Soares da Silva
Joinville

Nesta quarta-feira (22), o trânsito no Centro de Joinville amanheceu com mudanças. Um novo corredor exclusivo para ônibus começou a funcionar na avenida Dr. Albano Schulz, a Beira-rio, no trecho entre as ruas Nove de Março e Dona Francisca. De acordo com o presidente do Ippuj (Fundação Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville), Vladimir Constante, os ônibus terão o trajeto otimizado, principalmente nos horários de pico ao saírem do trânsito da avenida Hermann August Lepper. “São ganhos principalmente no início da tarde e entre as 18 e 19h. Antes o trajeto entre os terminais era de 30 minutos e com o corredor passará a 12”, explica.

 

Fabrício Porto/ND
Novo espaço para o transporte coletivo fica na avenida Beira-rio, no trecho entre as ruas Nove de Março e Dona Francisca

 

No primeiro dia do novo trecho, não ocorreram muitas confusões, mas alguns motoristas ainda se confundiam e acabaram circulando pelo corredor. Segundo o presidente, as sinalizações existentes já bastam, até porque o trecho onde o corredor começou a funcionar já estava desativado desde abril, quando foi implantada a faixa exclusiva de ônibus na avenida Dr. Paulo Medeiros, no sentido Sul, até o Mercado Municipal.  “Tem sinalização vertical e horizontal suficiente e tem placas de proibições em cada acesso”, destaca.

O trajeto é sentido Norte e com o corredor, os ônibus que saem do Terminal Central em direção ao Terminal Iririú, não passam mais em frente à Prefeitura, na avenida Hermann August Lepper. Os dois pontos de ônibus que ficavam entre a Prefeitura e o Arquivo Histórico foram deslocados para o novo corredor, no outro lado do rio Cachoeira.

De acordo com o gerente da unidade de transportes e vias públicas, Glaucus Folster, algumas adaptações ainda precisam ser feitas nos pontos de ônibus, principalmente em relação à acessibilidade. “As duas receberão as devidas adequações, caso necessitem, para que não seja feita nenhuma violação da acessibilidade”, comenta.

O novo corredor dá continuidade aos demais já implantados nas avenidas Juscelino Kubitschek e Getúlio Vargas e nas ruas Blumenau, João Colin e Santa Catarina. Com o novo trecho, Joinville conta com aproximadamente 16 quilômetros de corredores de ônibus. Para Constante, o resultado das implantações tem sido positivo e ainda há muito a se fazer. “Todos os corredores estão funcionando bem, alguns tem ganhos maiores, mas mesmo que o tempo contabilizado seja pouco ele representa muito para quem depende do transporte coletivo”, afirma.

Obras paralisadas

O projeto dos corredores de ônibus está previsto no PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) Cidades Médias. Ao todo, em três anos 55 quilômetros devem ganham a faixa exclusiva para o ônibus, destes 40 são para novos corredores. “Todas as grandes cidades tem trabalhado na segregação do espaço para o transporte coletivo, trazendo faixas exclusivas, melhorando seus sistemas e é isso o que Joinville também deve fazer”, comenta.

Durante o Dia Mundial Sem Carro, em setembro do ano passado, o governo do Estado assinou a ordem de serviço para as obras de implantação do corredor de ônibus da rua Nove de Março. Porém, de acordo com o presidente, as obras foram paralisadas no fim do ano e ainda não recomeçaram. “Esta é uma obra do governo do Estado, que foi paralisada em dezembro, a pedido dos lojistas para que não atrapalhasse as vendas do fim de ano. Mas ainda não recomeçaram. Ela é importante porque todas as linhas passam por ali ou pelas laterais”, ressalta Constante.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade