Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Justiça vai leiloar imóveis não operacionais da Busscar avaliados em R$ 37,12 milhões

Processo está marcado para a próxima sexta-feira (23) e será realizado de forma presencial, na Acij, e pela internet

Isabella Mayer de Moura
Joinville
Carlos Junior/arquivo/ND
Serão disponibilizados no leilão 52 imóveis pertencentes à Busscar, entre apartamentos, salas comerciais e prédios

 

Nesta sexta (23) será realizado o leilão de bens não operacionais da Busscar. Os 52 imóveis, entre apartamentos, salas comerciais e prédios, somam R$ 37,12 milhões segundo o valor de avaliação. Os lances poderão ser feitos pela internet, no site da Superbid Judicial, ou de forma presencial na Acij (Associação Empresarial de Joinville) a partir das 14h. A leiloeira Tatiane Duarte aconselha aos interessados em participar do certame que, mesmo estando na Acij, levem notebooks ou tablets para acompanhar os lances online. Haverá internet disponível no local.

Caso os lances ofertados não atinjam o valor da avaliação dos bens, será aberto o segundo leilão, que terá encerramento em 10 de novembro, também a partir das 14h, na Acij e por meio eletrônico. Nesta ocasião, os imóveis poderão ser arrematados a partir de 60% do valor de avaliação.

No primeiro leilão, o proponente que arrematar o imóvel poderá optar pelo pagamento parcelado em até dez vezes se o valor do imóvel for superior a R$ 2 milhões, tendo que pagar pelo menos 20% à vista. No segundo certame, o pagamento tem que ocorrer em até três dias úteis, a contar do encerramento do leilão. Além disso, o arrematante terá que pagar o equivalente a 5% do preço do imóvel adquirido à leiloeira. A relação dos imóveis pode ser conferida no site da Superbid Judicial.

O leilão da Tecnofibras está marcado para 18 de novembro e será realizado na modalidade pregão presencial. As cartas serão abertas na data programada e em seguida o leilão inicia entre os proponentes com lances livres. Não há valor mínimo para o lance, mas não será aceito valor considerado vil.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade