Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Joinville ganha novo corredor exclusivo para ônibus nesta segunda-feira

Faixa fica no lado direito da avenida Getúlio Vargas e faz parte do cronograma de obras financiado pelo PAC, do governo federal

Redação ND
Joinville
Divulgação/ND
Corredor da avenida Getúlio Vargas faz ligação entre o sistema de transporte coletivo da avenida JK com o da rua Santa Catarina

 

Mudança no trânsito na área central de Joinville. Começa a funcionar nesta segunda-feira o o corredor de ônibus na avenida Getúlio Vargas. A faixa exclusiva ficará no lado direito da via. Depois de totalmente concluído, o corredor vai começar no cruzamento com a rua Ministro Calógeras e seguir até o final da avenida, fazendo a ligação dos corredores já existentes na avenida Juscelino Kubitschek e a rua Santa Catarina.

Segundo o gerente de Operações do Detrans (Departamento de Trânsito), Samuel Gomes, a primeira quadra a partir da rua Ministro Calógeras ainda ficará sem o corredor. O motivo é a necessidade de recuo da calçada no imóvel da esquina, que deve ser concluído até o fim da próxima semana. “Existia uma cobrança da comunidade em relação à intermitência do corredor em alguns trechos e agora estamos solucionando esta demanda”, comentou.

A implantação do corredor de ônibus faz parte do cronograma de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Médias Cidades, do governo federal, e visa ampliar a mobilidade do transporte coletivo em Joinville.

Segundo o presidente da Fundação Ippuj (Instituto de Pesquisa e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville), Vladimir Tavares Constante, atualmente a cidade tem 15 quilômetros de corredores.  O corredor na Getúlio Vargas, segundo Constante, irá reduzir em aproximadamente quatro minutos a viagem de ônibus em um trecho que demora  15 minutos. Atualmente, o ônibus anda em uma velocidade aproximada de 8 a 12 quilômetros por hora. Com o corredor, esta velocidade irá aumentar para 25 quilômetros por hora.

O presidente do Ippuj a dianta que no meio do ano, a Getúlio Vargas ainda passará por outras obras, que inclui ciclovias e calçadas. Nesta etapa dos trabalhos, as vagas de estacionamento do lado direito da avenida serão suprimidas.

A partir da efetivação do corredor, o presidente do Ippuj orienta que os motoristas que trafegarem no espaço dos ônibus estarão sujeitos à fiscalização de trânsito e podem ser notificados por infração gravíssima, que prevê a perda de sete pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 191,54. “Num primeiro momento, o Detrans irá orientar e depois de um período passará a multar. Não quer dizer que não poderá ocorrer uma invasão ou outra, para entrar em outra via, mas precisamos de fiscalização para os abusos”, conclui.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade