Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Projeto analisa processos envolvendo policiais e bombeiros da região

Projeto analisa processos envolvendo policiais e bombeiros da região

Thaís Moreira de Mira
Joinville

A 1ª etapa deste ano do projeto “Interiorização da Polícia Militar” será concluída na terça-feira (31) em Joinville. Criado em 2006, o projeto tem o objetivo de reduzir gastos com viagens de policiais e bombeiros militares que respondem a processos na Vara Militar, na Capital. Em dois dias, 37 processos envolvendo 117 PMs e bombeiros devem ser julgados e 49 civis prestarão depoimentos.

“Como em Joinville temos o maior efetivo de policiais e bombeiros militares do Estado, também é onde há o maior número de processos. A maioria deles, 80%, é referente a crimes dentro do quartel, e o restante contra civis. Destes, 40% envolvem lesões corporais que ocorrem principalmente em abordagens”, explica o juiz Getúlio Corrêa, da Vara Militar.

Estes processos podem ser gerados nas delegacias, encaminhados ao Fórum e depois à corregedoria da PM ou por meio de denúncias. Depois são levados ao Ministério Público.

Resultados positivos

O projeto registra resultados positivos nestes seis anos, segundo o juiz Getúlio Corrêa. Em 2010, foram economizados R$ 150 mil que seriam gastos com o deslocamento de militares à Capital. Além disso, os julgamentos têm o tempo reduzido de dez meses a um ano. “A meta é gerar economia para o Estado e também evitamos que o policial militar ou o bombeiro se desloque da Comarca. Ele é ouvido e volta para a atividade.”

Ainda no ano passado, 525 militares de Santa Catarina não precisaram viajar à Capital para serem julgados. A iniciativa ocorre uma vez por ano. O juiz Getúlio Corrêa, o advogado Rodrigo Pimenta, o promotor Sidnei Dalabrida (que não participou em Joinville, sendo substituído por um magistrado da Comarca) e dois servidores se deslocam a quatro cidades metropolitanas para atender a toda a região que abrangem.

Na 1ª etapa de 2011, o projeto visita Joinville e Blumenau. Depois segue, respectivamente, para Lages e região serrana, Chapecó e Criciúma.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade