Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Infestação de borrachudos afeta moradores da zona rural de Joinville

Situação se agravou depois que controle com inseticida deixou de ser feito pela Fundação 25 de Julho

Aldo Urban
Joinville
Rogério Souza Júnior/ND

Dietmar (E) e família: “Até dentro de casa é complicado de ficar”

Os biolarvicidas fornecidos pela Fundação 25 de Julho para produtores e moradores de 18 pontos críticos de Joinville não têm sido suficientes para amenizar o desconforto causado pelos borrachudos – simulídeos – na área rural. Agricultores das estradas do Salto 2, Serrinha e Blumenau, no bairro Vila Nova, reclamam que, desde julho, pontos que eram monitorados constantemente pelo órgão deixaram de ser atendidos. Nos últimos quatro meses, as infestações do inseto têm se intensificado e atrapalhado o dia-a-dia nas lavouras e residências.

Para trabalhar no aviário que mantém na estrada do Salto 2 o agricultor Dietmar Roesner, 33 anos, usa calças compridas mesmo nos dias mais quentes do verão. “Eu evito andar de bermuda porque senão já fico todo colorido das picadas, mas as crianças ficam de bermuda e sofrem. Têm dias que até dentro de casa é complicado de ficar. É muito borrachudo”, conta. A mulher Márcia Profiro, 31, já nem consegue mais usar repelente. “Todo dia de manhã até umas 10 horas e no final da tarde, principalmente quando vem uma trovoada, é insuportável. Eu não posso mais usar repelente porque me dá alergia”, explica.

Leia a matéria completa na edição de sexta-feira (7) do Notícias do Dia Joinville

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade