Publicidade
Sexta-Feira, 18 de Agosto de 2017
Descrição do tempo
  • 22º C
  • 13º C

Homens são detidos pela PRF, em Palhoça, acusados de participar de furto milionário no PR

Os três homens são acusados de furtar uma loja de equipamentos náuticos em Maringá; eles teriam levado mais de R$ 1 milhão em equipamentos, incluindo oito Jet Skis

Redação ND
Florianópolis
11/08/2017 às 15H13

Policiais rodoviários federais detiveram, na tarde desta quinta (10), na BR-101 em Palhoça, três homens envolvidos em um furto milionário a loja de equipamentos náuticos de Maringá (PR). Eles foram pegos após uma abordagem de rotina. Os agentes suspeitaram da autenticidade da habilitação entregue pelo condutor e, após consultas aos sistemas, constataram que o homem de 36 anos havia apresentado uma carteira de motorista falsa. O veículo tinha outros dois passageiros, de 24 e 31 anos. O mais velho também apresentou carteira de identidade falsa. Ainda foram encontrados R$ 5.000 de origem desconhecida no interior do carro.

Dentro do carro estavam R$ 5.000 de origem desconhecida - Divulgação/PRF/ND
Dentro do carro estavam R$ 5.000 de origem desconhecida - Divulgação/PRF/ND



Os três ocupantes têm mandados de prisão por participação em vários furtos e assaltos em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. O passageiro de 31 anos é considerado o líder de uma quadrilha que se especializou em roubos a produtos de alto valor e apresentava documentos falsos para dificultar a sua identificação. A mulher dele havia sido presa em Maringá no dia 05 de agosto, quando também apresentou documentação falsa.

Um dos crimes cometidos pela quadrilha foi o furto de uma loja de equipamentos náuticos em Maringá, no dia 30 de julho. Na ocasião, eles entraram pelo telhado do comércio, desativaram o sistema de monitoramento e levaram mais de R$ 1 milhão em equipamentos, incluindo oito Jet Skis, dois quadriciclos, motores de popa e carretas náuticas.

A mesma quadrilha também é acusada ter participado de uma fuga na Delegacia de Teutônia (RS), em dezembro de 2009. Naquela situação, o grupo foi detido pela PRF por ter realizado assalto a uma distribuidora de bebidas no município de Fazenda Vila Nova (RS) e encaminhado para a Delegacia de Polícia de Teutônia, onde seria lavrado o flagrante. Na Delegacia, eles conseguiram tomar a arma de um Policial Civil e fugiram após agredirem os dois policiais civis e a delegada que estava de plantão.

Os três detidos em Palhoça foram encaminhados à Superintendência da Polícia Federal, em Florianópolis, juntamente com o dinheiro encontrado. O veículo foi retido pela PRF.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade