Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Homem é detido por ordenar execução de mulher em Joinville

Bianca dos Santos Pereira, 19, foi encontrada com um tiro na cabeça e outro no ombro perto de um rio da rua Ronco d’Água, no bairro Itinga

Thaís Moreira de Mira
Joinville
Fabrizio Motta/ND
Flagrante. Moacir Albarnais e Carla Priscila Carvalho também foram enquadrados por tráfico

 

A equipe da Divisão de Homicídios da Polícia Civil prendeu na manhã de quinta-feira (9), no bairro Petrópolis, zona Sul de Joinville, um homem acusado de ser mandante da tentativa de homicídio contra Bianca dos Santos Pereira, 19 anos, em 21 de novembro de 2011. A vítima foi encontrada com um tiro na cabeça e outro no ombro perto de um rio da rua Ronco d’Água, no bairro Itinga. De acordo com a investigação coordenada pelo delegado Paulo Campos do Santos, Moacir Albarnais, 42, agenciava Bianca, que trabalhava como garota de programa. Moacir também é apontado como traficante de drogas.

“Ele foi o mandante da tentativa de homicídio. A Bianca teria roubado droga e dinheiro dele, por isso ele mandou matá-la. Também havia entre os dois desavenças pela relação de cafetinagem”, explica o delegado. Como Bianca tem dificuldades para falar, devido a sequelas do ferimento na cabeça, a prisão de Moacir aconteceu principalmente a partir da investigação e do depoimento de testemunhas.

O acusado teve prisão temporária decretada pela justiça e foi levado ao Presídio de Joinville. Moacir também foi enquadrado por flagrante de tráfico e associação para o tráfico de drogas. Na casa dele, a polícia encontrou pedras de crack embaladas e prontas para venda. A companheira dele, Carla Priscila Carvalho, 24, também foi detida em flagrante por tráfico de drogas.

A polícia investiga também a possível participação de Moacir em outros dois crimes. Ele seria o mandante do assassinato da mulher ainda não identificada, encontrada nua na rua dos Estudantes,  no bairro Itinga, em 16 de janeiro, e intermediário do primeiro homicídio registrado em Joinville neste ano. Este seria a mando de um detento do Presídio de Joinville.
“Ligamos os fatos e chegamos até ele. Temos testemunha de que teria sido ele o intermediário do primeiro homicídio de 2012”, diz o delegado Paulo Campos. Ele lembra que quem tiver alguma informação sobre os crimes deve ligar para o Disque-denúncia, no número 181.

Caso semelhante

Moacir Albarnais também é suspeito de ter mandado assassinar, no dia 16 de janeiro, a mulher encontrada caída na rua dos Estudantes, no bairro Itinga, zona Sul de Joinville. O laudo do IML (Instituto Médico Legal) com a causa da morte ainda não foi divulgado, mas o caso é investigado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil. A principal evidência é de que a vítima tenha sido asfixiada. Ela estava nua e seus pertences abandonados em uma sacola plástica no outro lado da rua.

A mulher permanece sem identificação no IML, mas o delegado Paulo Campos diz já ter suspeita do nome da vítima. Se confirmada a pista, ela mora na região da rua Santa Isabel, no bairro Itaum, e também seria agenciada por Moacir. Quem tiver informação sobre a identidade da mulher pode entrar em contato com o IML no telefone 3443-2582.  Ela é morena clara, magra, com cerca de 1,60 de altura e tem cicatriz de uma cesariana.

Intermediário do primeiro assassinato do ano

Moacir Albarnais também é investigado pela Polícia Civil como mandante do assassinato de Reginaldo Ribeiro Sena Sá, 26, no dia 2 de janeiro de 2012. O crime teria sido encomendado por um dos detentos do Presídio Regional de Joinville.  Reginaldo foi morto em plena tarde na rua dos Radialistas, no bairro Petrópolis. Ele foi abordado por dois rapazes de motocicleta. O carona atirou no ouvido de Reginaldo. Ele foi resgatado pela equipe de paramédicos da Polícia Militar, mas morreu no Hospital São José. Reginaldo tinha mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade