Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Gelson Merisio é homologado candidato ao governo de SC, mas mantém diálogo aberto

Assembleia Legislativa sediou neste sábado (21) as convenções de 10 partidos que integram a coligação construída pelo deputado estadual

Cristiano Rigo Dalcin
Florianópolis
21/07/2018 às 15H31

O deputado estadual Gelson Merisio foi indicado como candidato ao governo de Santa Catarina na convenção do PSD encerrada no início da tarde deste sábado (21), em Florianópolis. Porém, apesar da homologação, ainda não há uma definição da chapa majoritária que irá liderar uma ampla coligação formada, até então, por 10 partidos (PSD, PDT, PSB, PROS, Solidariedade, PSC, PRB, PHS, PCdoB e Podemos). A expectativa fica por conta da definição do PP, que tem convenção marcada para o próximo sábado (28).

Pré-candidato ao governo do Estado, o deputado federal Esperidião Amin deve ter o nome homologado pelos progressistas para disputar o espaço na chapa majoritária, pois, se depender dos discursos afinados deste sábado, PSD e PP estarão juntos nas próximas eleições de 7 de outubro, faltando apenas definir quem encabeçará  a chapa majoritária.

Líderes do PSD homologaram candidatura de Gelson Merisio ao governo do Estado. - Divulgação/ND
Líderes do PSD homologaram candidatura de Gelson Merisio ao governo do Estado. - Divulgação/ND



A Assembleia Legislativa foi o cenário das convenções de 10 partidos que aderiram à proposta construída pelo deputado estadual Gelson Merisio nos últimos dois anos. Instalados no plenário, os pessedistas conseguiram reunir o maior número de convencionais e militantes e ainda confirmaram a candidatura ao Senado do ex-governador Raimundo Colombo.  O encontrou perdeu apenas em barulho para a convenção do PDT, que teve batucada e a presença ilustre do agora homologado candidato à presidente, Ciro Gomes.

Apesar do clima otimista e festivo, Merisio manteve a cautela e afirma que apenas um parte do caminho foi trilhada. “É um momento de transição, um passo a mais foi dado, mas ainda estamos distante do fechamento que será dia 5 de agosto, às 17h. Até lá as portas estão abertas ao diálogo com muitos partidos”, declarou o líder pessedista, que ainda tenta atrair para a coligação o DEM, de João Paulo Kleinubing, e o PSL, do candidato a presidente Jair Bolsonaro.

Convidados, o deputado estadual e presidente do PP, Silvio Dreveck, e Esperidião Amin também prestigiaram a convenção do PSD, como indicativo de que a aliança é irreversível, apesar da indefinição da chapa majoritária. “Tenho esperança que tudo dê certo, pois temos a mesma origem. É um desserviço colocarmos um projeto pessoal acima de um projeto necessário para o Estado. Até o último momento vou defender isso para evitar uma dispersão de força e de energia”, explicou Amin.

Ao final da convenção, com os ânimos mais serenados, Merisio foi taxativo diante do afago progressista durante a convenção. “PSD e o PP estarão juntos na eleição. A forma e o jeito, nós vamos definir até 5 de agosto. Mas é uma decisão firme, de servirmos Santa Catarina juntos e para isso que vamos trabalhar”.

Publicidade

7 Comentários

Publicidade
Publicidade