Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Floripa Airport antecipa para agosto de 2019 entrega do terminal do aeroporto Hercílio Luz

Enquanto isso, a obra do último lote de acesso ao aeroporto ainda nem começou

Felipe Alves
Florianópolis
27/04/2018 às 20H27

Máquinas a todo vapor e toneladas de concreto e aço nas mãos de 120 trabalhadores dão o ritmo na obra do novo terminal de passageiros do Aeroporto Internacional Hercílio Luz. Próximo dali, as obras do último trecho do acesso ao aeroporto, de responsabilidade do governo do Estado, nem começaram. Em reunião na tarde desta sexta-feira (27), com o ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, o governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB) e o prefeito Gean Loureiro (PMDB), o CEO da Floripa Airport, Tobias Market, antecipou de setembro para agosto de 2019 a previsão de abertura do terminal. Isso se o governo concluir os acessos. “Acredito que será muito difícil abrir o terminal sem o acesso para a SC-405. Essa via já está congestionada hoje e nós teremos de 10 mil a 12 mil passageiros por dia. Ter mais essas pessoas nessa rodovia não é o conforto que queremos dar a nossos passageiros”, disse Market.

Atualmente 120 pessoas trabalham diretamente na obra - Marco Santiago/ND
Atualmente 120 pessoas trabalham diretamente na obra - Marco Santiago/ND


Pinho Moreira afirmou que é possível concluir a obra até a abertura do terminal. Segundo o governador, será “uma vergonha para Santa Catarina se nós não cumprirmos o prazo de entrega do último trecho”. Dois lotes já estão praticamente concluídos. O trecho mais crítico, chamado de lote 01-B, que liga os outros dois trechos, do viaduto Carianos até o rio Fazendinha, foi desmembrado em duas licitações.

A licença ambiental do IMA (Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina) foi dada em janeiro e agora o governo precisa lidar com as desapropriações para conseguir iniciar e finalizar a obra no prazo. “Conversei com o secretário de Infraestrutura nesta sexta-feira. Temos duas etapas ali. Uma de 1,4 km e outra de 1,6 km. A de 1,4 km, a licitação já está na rua e é um processo irreversível. A outra estabeleci como semana que vem como limite para lançarmos a licitação dessa última etapa. Não tem mais justificativa não colocarmos essa licitação e obra em andamento”, afirmou Pinho Moreira.

Durante a conversa entre a Floripa Airport e os políticos, começou-se a discutir um plano B caso o acesso não fique pronto. Uma possibilidade seria fazer o trajeto por dentro da Base Aérea. “A escolha de um novo caminho tem que passar por uma comissão técnica”, disse o governador. Para ele, a dificuldade não é tirar a obra do papel, mas conseguir fazer as 80 desapropriações necessárias para concluir o trecho.

Obra do terminal segue em ritmo acelerado

Iniciada em 15 de janeiro, as obras do novo terminal de passageiros seguem em ritmo acelerado e devem se intensificar nos próximos meses. Com o cronograma dentro do prazo, a previsão de funcionamento do novo terminal foi adiantada de setembro de 2019 para agosto. Nos próximos meses, o aumento do número de trabalhadores dá a dimensão do progressivo aumento de trabalho no canteiro de obras do Sul da Ilha.

Trabalhando diretamente na obra estão 120 pessoas. No próximo mês serão 400. Em junho, 600 trabalhadores e, em outubro, quando todas as etapas estiverem sendo feitas em paralelo, serão 1.000 trabalhadores no local.

Cerca de 50% da mão de obra é da região da Grande Florianópolis. Esses números não levam em conta toda equipe de engenheiros, arquitetos e técnicos que são, essencialmente, de fora de Santa Catarina.

A terraplanagem da obra foi feita e agora a equipe se concentra nas fundações e estacas. Duas perfuratrizes (que têm o tamanho de um prédio de cinco andares) cavam até 22 metros de profundidade do solo para cravar as estacas que sustentarão o terminal. Serão 900 estacas construídas até junho, quando o terminal começará efetivamente a ser construído. As outras estruturas são o estacionamento, a nova pista de taxiamento e o pátio de aeronaves (que terá dez espaços para aviões).

Floripa Airport pede incentivo para trazer voos internacionais

Além do acesso ao aeroporto, outra questão tratada na reunião desta sexta-feira foi a possibilidade de ter voos internacionais. “Precisamos falar disso de forma urgente e eles [políticos] mostraram interesse em nos ajudar a discutir incentivos e como podemos fazer esses voos internacionais acontecer”, disse Tobias Market.

De acordo com o ministro Vinícius Lummertz, é importante resolver a questão do acesso ao aeroporto para promover o desenvolvimento de Santa Catarina e a abertura do Estado para o mundo. “Estamos aguardando voos para Portugal, Estados Unidos, Colômbia, Argentina, Chile, que poderão acontecer aqui e nos ligarão diretamente com o mundo. Isso vai acontecer”, ressaltou. Para Pinho Moreira, assim como o Estado tem incentivado empresas a se instalarem em Santa Catarina, o governo também poderá tratar de incentivos para a chegada de voos internacionais ao Estado.

Publicidade

3 Comentários

Publicidade
Publicidade