Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Filho mais velho de Fidel Castro morre em Cuba aos 68 anos

Fidel Castro Díaz-Balart estava em tratamento de uma depressão profunda

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
02/02/2018 às 10H41
Fidel Castro Díaz-Balart cometeu suicídio - ADALBERTO ROQUE/AFP
Fidel Castro Díaz-Balart cometeu suicídio - ADALBERTO ROQUE/AFP


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A imprensa estatal de Cuba anunciou nesta quinta-feira (1º) que se suicidou aos 68 anos Fidel Castro Díaz-Balart, filho mais velho de Fidel Castro, após meses de tratamento e internação devido a uma depressão profunda.    

Segundo o jornal Granma, Fidelito, como era conhecido, se matou no início da manhã em sua casa em Havana. A publicação não dá mais detalhes sobre as circunstâncias da morte ou as reações da família Castro.

O filho mais velho de Fidel nasceu em 1949, do casamento do líder cubano com Mirta Díaz-Balart. Cientista nuclear que estudou em instituições soviéticas, era conselheiro científico do Conselho de Estado do Partido Comunista.

Entre 1980 e 1992 foi o responsável pelo programa nuclear cubano, na tentativa de instalar uma usina atômica de energia elétrica na ilha -plano extinto em 1992 devido à falta de financiamento e o fim da União Soviética.

Nos últimos 25 anos ele praticamente desapareceu da vida pública cubana. Fidelito morre pouco mais de um ano depois do pai, falecido aos 90 anos em 26 de novembro de 2016.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade