Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Festival equestre comemora Dia da Cavalaria Nacional e aniversário da PMSC, em São José

Setenta e sete policiais militares, de pelotões e grupamentos de todo o Estado, participaram das provas de adestramento e dos saltos clássicos de 80 centímetros e 1 metro

Michael Gonçalves
Florianópolis
09/05/2018 às 19H05

Para comemorar os 183 anos da PMSC (Polícia Militar de Santa Catarina), no último dia 5, e o dia da Cavalaria Nacional nesta quinta-feira (10), a Guarnição Especial da Polícia Militar Montada promoveu nesta quarta-feira (9), em São José, o festival equestre da corporação. Setenta e sete policiais militares, de pelotões e grupamentos de todo o Estado, participaram das provas de adestramento e dos saltos clássicos de 80 centímetros e 1 metro. O tempo chuvoso não atrapalhou a atuação de parte dos 200 cavaleiros e de 150 cavalos da polícia catarinense.

Festival equestre  - Daniel Queiroz/ND
Policiais participaram das provas de adestramento e dos saltos clássicos de 80 centímetros e 1 metro  - Daniel Queiroz/ND

O processo de policiamento que utiliza o cavalo ainda permanece atual e eficaz, porque coloca o policial em um plano mais elevado em relação aos seus oponentes. “O festival é um momento de integração e de aperfeiçoamento dos cavalarianos da Polícia Militar. Pela manhã tivemos as provas de adestramento, nas quais o policial demonstra a técnica com o animal, e à tarde ocorreram os saltos”, contou o chefe da seção técnica da Cavalaria da PM, capitão Fernando Jahn Bessa, que também é o atual campeão catarinense amador de hipismo.

O próprio capitão Bessa revelou que tem contato com os cavalos desde a juventude, quando frequentava os CTGs (Centros de Tradições Gaúchas). Ele afirmou que os animais são muito bem tratados na Cavalaria da PM. Além do trabalho ostensivo e de ações de choque, os cavalos também são responsáveis por um trabalho social.

Em outubro deste ano, a equoterapia da PM completa 20 anos. Nesse período já foram atendidas mais de 500 crianças com algum tipo de deficiência. O tratamento é realizado através da equitação, pois o movimento realizado pelo cavalo durante a cavalgada exercita a postura, o tônus muscular, a coordenação, o senso tátil e o equilíbrio do paciente. Além disso, se destacam também os ganhos psicológicos, com aumento da autoestima e da autoconfiança e diminuição da agressividade.

Festival equestre  - Daniel Queiroz/ND
Em outubro deste ano, a equoterapia da PM completa 20 anos - Daniel Queiroz/ND



Soldado e Xanxão participaram da prova de adestramento

Há sete anos na Polícia Militar, o soldado Maycon Xavier Espíndola, 34, está na Cavalaria desde 2013. Atualmente, ele trabalha com o cavalo Xanxão, um lusitano puro de 16 anos. A dupla participou da prova de adestramento e teve duas faltas, em um percurso com 12 obstáculos, com tempo superior a três minutos.

“O trabalho na Cavalaria é atípico do que em outras unidades da Polícia Militar. O contato com o animal deixa o trabalho mais humanizado, pela cumplicidade que deve haver entre o policial e o cavalo. Normalmente, a Cavalaria é empregada em ações de choque, como manifestações e jogos de futebol, além do patrulhamento em bairros”, afirmou. Os vencedores de cada prova ganharam troféu e medalha.

Cavalaria da PM em Santa Catarina

Guarnição Especial da Polícia Militar Montada: 200 militares

Cavalos em São José: 78

Cavalos em Santa Catarina: 150

Locais: São José, Joinville, Lages, Criciúma e Chapecó

Fonte: PMSC

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade