Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Ex-secretário de Segurança Pública de SC é alvo de buscas da PF no gabinete de Pavan

Operação nesta quarta apura a divulgação ilícita de informações sigilosas de investigações da PF; assessoria de Pavan diz que ação "em nada tem a ver com o deputado"

Redação ND
Florianópolis
29/08/2018 às 10H54

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quarta-feira (29) dez mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal de Florianópolis, em operação para apurar a divulgação de informações sigilosas referentes à investigação policial conduzida pela PF.  Um dos mandados de busca e apreensão foi cumprido na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), no gabinete do deputado Leonel Pavan (PSDB). 

Buscas foram realizadas no gabinete do deputado Leonel Pavan, na Alesc - Daniel Queiroz/ND
Buscas foram realizadas no gabinete do deputado Leonel Pavan, na Alesc - Daniel Queiroz/ND



A assessoria do parlamentar confirmou a operação da PF, mas informou que a operação “em nada tem a ver com o deputado, mas sim com um ex-funcionário de gabinete”. Conforme a assessoria, foram apreendidos computadores e documentos referente a um funcionário, que já teria pedido, inclusive, seu desligamento do cargo. Ele teria sido cedido pelo Governo do Estado para trabalhos no gabinete.

O funcionário investigado é André Luiz Mendes da Silveira, que foi secretário de Segurança Pública do Estado em 2010. Na ocasião, ele foi nomeado por Leonel Pavan, então governador de Santa Catarina.  Silveira, que é delegado, também já foi diretor da Acadepol (Academia de Polícia Civil).

Segundo a PF, entre os alvos estão servidores públicos da Polícia Federal e da Polícia Civil. Durante a operação, são apurados crimes de associação criminosa, corrupção passiva, violação de sigilo funcional, tráfico de influência, corrupção ativa, além da tentativa de interferir em investigação penal que envolva organização criminosa.

A polícia permaneceu por cerca de três horas no gabinete de Leonel Pavan na manhã desta quarta, entre 5h e 8h. Até a publicação desta matéria, Silveira não foi localizado pela reportagem. 

Confira nota enviada pelo deputado Leonel Pavan

A Polícia Federal esteve na manhã desta quarta-feira, dia 29, no gabinete do deputado Leonel Pavan na Assembleia Legislativa em Florianópolis.
As buscas nada tem a ver com a atividade parlamentar ou pessoal do deputado Leonel Pavan e limitaram-se a um computador e documentos da mesa de um funcionário que estava à disposição do gabinete e já pediu o desligamento. Segundo informação, o caso e de ordem pessoal e profissional do ex-funcionário.
Estamos aguardando um posicionamento oficial sobre esta questão.

Florianópolis, 29 de agosto de 2018.
Atenciosamente,
Leonel Pavan
Deputado Estadual



Publicidade

9 Comentários

Publicidade
Publicidade