Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Estudantes desenvolvem projeto para ajudar cozinha comunitária em Joinville

Alunos da Unisociesc mudaram a realidade no bairro Ulysses Guimarães

Carla Nunes
Joinville

Uma turma engajada pode fazer projetos florescerem até mesmo fora da escola. É assim, que a turma de do terceiro período, do curso de processos gerenciais da Unisociesc, em Joinville está colaborando para transformar a realidade de uma cozinha comunitária, no bairro Ulysses Guimarães. A turma resolveu apoiar a causa porque a cozinha passa por dificuldades, como falta de alimento e também em sua estrutura física, necessitando de muitos reparos, como na despensa de alimentos, por exemplo.

Rogério de Souza/ND
Mariza (D) explica que a revitalização do espaço foi a primeira etapa do projeto



Uma vez decididos em colaborar com organização, a turma criou o projeto “Amigo Solidário”, com o slogan “Alimente essa ideia”. A ação consiste em revitalizar a horta e organizar o espaço interno do salão de alimentação, para melhorar as condições de trabalho das voluntárias e o ambiente para quem almoça. Em apenas um mês, a primeira parte do projeto, que é a revitalização da horta, já está pronta, além da troca de armários e novos utensílios para cozinha já foram conseguidos. Agora faltam apenas alguns retoques dentro do salão de almoço, como novas toalhas de mesa. 

A aluna Mariza Carolina Menegaro, de 23 anos, conta que a turma foi divida em grupos, uma parte da sala ficou responsável pela captação de recursos financeiros para as pequenas melhorias, outro grupo se comprometeu em colocar as mãos na massa, mas todos juntos abraçaram a causa.

Para a coordenadora da cozinha, Clery Campos, a atitude dos alunos “foi uma benção”, como ela diz.  Clery trabalha a mais de 10 anos, como voluntária e não pensa em parar tão cedo.  A força da coordenadora também alimenta a vontade das outras mulheres que se dedicam ao trabalho social, como a cozinheira Elizabeth da Silva Cardoso, que está a três anos no voluntariado. “A gente precisa ajudar um ao outro”, tempera a voluntária.

A coordenadora explica que a cozinha, que serve de 70 a 90 refeições por dia, de segunda a sexta-feira, atende pessoas de outros bairros também, desde que as famílias interessadas em receber a refeição estejam cadastradas no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e comprovem situação de carência.  Desde 2012, a fundação do Padre Facchini alimenta também os pais, ou até pessoas idosas da família, que ficavam de fora do projeto.

Vinte anos de Fundação Padre Facchini

No dia 05 de outubro, a Fundação Padre Facchini completa 20 anos de assistência social. Ao todo, em Joinville, são cinco cozinhas solidárias, instaladas nos bairros Panaguamirim, Ademar Garcia (complexo Ulysses Guimarães), Espinheiros, Jardim Iririú e Jardim Paraíso II. Todas as cinco, juntas, segundo dados repassados pela própria fundação, servem 600 almoços por dia. Mas a Fundação do padre Facchini não alimenta só as famílias carentes de Joinville, mas também Araquari, Barra do Sul, Itapoá e Garuva.

A Fundação tem parceira e apoio das prefeituras dos municípios onde estão instaladas as cozinhas comunitárias, mas como toda instituição social, necessita de doações e apoio da comunidade.  As contribuições em dinheiro podem ser depositadas nas contas bancárias da fundação e os alimentos podem ser entregues diretamente na sede da instituição, na rua Solidariedade, 100, no bairro Itinga, ou nas próprias cozinhas dos bairros.

Doações em dinheiro:

Banco do Brasil

Agência: 2981-5

Conta Corrente: 6771-7

 

SICREDI

Agência: 2602

Conta Corrente: 10531-7

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade