Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Escolas da região Norte estão na reta final do Desafio do Conhecimento, da Revista Its

Escolas de Joinville e Schroeder realizam tarefas da gincana

Redação ND
Joinville

O Desafio do Conhecimento, concurso realizado pela Revista Its, com promoção do Grupo RIC, está na reta final. E a competição, que reúne 164 escolas de Santa Catarina, propôs aos estudantes uma série de tarefas, com o tema “todos por um planeta melhor”. Cada escola tem um QG formado por 12 alunos, que são responsáveis por coordenar as tarefas com o educador campeão, o professor que os orienta durante a competição.

Em Joinville, uma das instituições participantes é a escola Dom Pio de Freitas. E o grupo formado por estudantes do 2º, do 3º e do 8º ano do ensino fundamental, coordenados pela professora Juliana Rigazzo, teve com uma das missões, trabalhar, em sala de aula, a confecção de notícias positivas sobre a cidade. "A missão dos alunos foi escrever, eles mesmos, reportagens que mostrassem bons exemplos de Joinville, já que os jornais acabam, muitas vezes, dando mais espaço para o grande número de acidentes e crimes que acontecem na região", relata a professora.

Os alunos então resolveram pesquisar sobre empresas que realizam projetos de responsabilidade social, e escreveram uma matéria sobre a Embraco, de Joinville. Na reportagem, apresentada em sala de aula, os estudantes ressaltaram as iniciativas da Embraco na área de sustentabilidade ambiental. "Percebemos que a empresa busca preservar o meio ambiente, desenvolvendo novos produtos que não agridem o planeta", diz a aluna Karoline Claudino.


Divulgação/ND
Foto publicada na reportagem escrita pelos alunos mostra um dos prêmios recebidos pela Embraco



Segundo os estudantes, a empresa com sede em Joinville, que já recebeu prêmios por projetos de sustentabilidade, por isso foi escolhida pelos estudantes como tema da reportagem. "A Embraco procura fabricar produtos mais eficientes no uso de energia elétrica e de matérias-primas, e contribui, assim, para a preservação dos recursos naturais", ressalta a matéria escrita pelas estudantes.

Senai do Schroeder fez trabalho sobre oficinas mecânicas

Estudantes do Senai de Schroeder abordaram, em sala de aula, a temática da sustentabilidade sobre outro viés. As oficinas mecânicas trabalham com materiais prejudiciais para o meio ambiente, e os alunos convidam a população a verificar se as oficinas estão dentro dos padrões exigidos, no que diz respeito a preservação ambiental, antes de contratar o serviço.

De acordo com a pesquisa realizada pelos estudantes, normalmente, para se encaixar nos padrões ecologicamente corretos, as oficinas seguem um conceito antigo, criado pelos japoneses após a Segunda Guerra Mundial: o conceito dos 5 S's.

Divulgação/ND
Estudantes visitaram oficinas para aprender mais sobre o conceito japonês dos 5 S's



"As oficinas também sabem que para conquistar o cliente precisam se encaixar em padrões exigidos para a preservação do meio em que vivemos, por isso várias oficinas estão se adequando, fazendo suas mudanças e tornando o seu ambiente de trabalho um local que respeita a natureza", dizem os estudantes. Por isso, eles aconselham os clientes a perguntarem se a mecânica está, por exemplo, dando o destino correto aos produtos tóxicos, antes de deixar seu carro na oficina.

"A maioria das oficinas mecânicas trabalha com materiais líquidos químicos, como lubrificantes, fluidos de freio, líquidos inflamáveis como querosene, gasolina e diversas outras substâncias. Mas por exemplo no caso dos freios, na hora de trocar o fluido de freio, o liquido que já estava no reservatório do fluido, não pode ser reutilizado e então para onde esse fluido usado vai após a troca? Como as oficinas deveriam agir perante essa situação?", questionam.

"O correto a se fazer é separar esse material, despejando o mesmo em um reservatório específico, onde será enviado para uma empresa que trabalhe com o descarte correto desses materiais químicos", esclarecem os alunos.




Conheça o conceito dos 5 S's, aplicado nas oficinas pesquisadas pelos estudantes:

SEIRI: Senso de utilização

As oficinas não precisam descartar tudo o que não serve. Muitas coisas podem e devem ser reaproveitadas.

SEITON: Senso de organização

Serve para o trabalho se tornar mais eficiente. Além, atrai os clientes,  que preferem optar por um local organizado, que passa confiança e seriedad.

SEISO: Senso de limpeza

Além de agradar os clientes, melhora as condições de trabalho dos funcionários e, consequentemente, a produtividade.

SEIKETSU: Senso de saúde e higiene

Um local limpo e organizado é uma questão de higiene, isso influência muito na saúde e na segurança dos funcionários, que devem usar EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual), como prevê a lei.

SHITSUKE: Senso de disciplina

Um bom mecânico ,além de fazer um serviço bem feito, deve ter um bom caráter, sendo honesto com seus clientes em questão de problemas no veículo, também devem respeitar seus colegas e superiores, trabalhando com seriedade e reconhecimento ao seu serviço.




Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade