Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Empresário criciumense é o primeiro catarinense a escalar o Monte Everest, no Nepal

Aos 49 anos, André Freitas subiu o pico de 8.848 metros acima do nível do mar na segunda tentativa, apesar dos riscos

Michael Gonçalves
Florianópolis
19/06/2018 às 22H36

Inspirado por desafios, o empresário André Freitas, 49, conseguiu neste ano um feito inédito para Santa Catarina. No último dia 21 de maio, o criciumense subiu o Monte Everest, no Nepal, e se tornou o primeiro catarinense e o 22º brasileiro a subir o pico de 8.848 metros acima do nível do mar. O empresário teve a ideia em 2005 e fez a primeira tentativa em 2014, mas somente neste ano conseguiu superar os próprios desafios e realizar o sonho. Para concluir o objetivo, o empresário viajou no dia 23 de março e retornou apenas em 29 de maio.

Empresário criciumense André Freitas é o primeiro catarinense a escalar o Monte Everest - WhatsApp/Divulgação/ND
Empresário criciumense André Freitas é o primeiro catarinense a escalar o Monte Everest - WhatsApp/Divulgação/ND

Acostumado a participar de maratonas e do Ironman, que é um triathlon, André queria fazer algo mais desafiador. Sem nenhum conhecimento sobre montanhismo, o empresário buscou apoio em uma equipe norte-americana. “Comecei os preparativos em 2013 e usei a minha experiência de ter disputado o Ironman em oito oportunidades. Subi quatro montanhas em diferentes países. No ano seguinte começamos a escalada e quando já estávamos um mês no ponto base, uma avalanche matou 16 pessoas e fomos obrigados e retornar”, contou o empresário sobre a sua primeira tentativa.

André explicou que a temporada para subir ao Everest é de 10 a 30 de maio, em função do clima. Aliás, foi o próprio clima quem retardou o sonho do empresário por mais de uma década. Isso porque a previsão meteorológica avançou na última década. Normalmente, as mortes nesta escalada acontecem por avalanches, hipotermia e acidentes nas trilhas.

Empresário criciumense André Freitas é o primeiro catarinense a escalar o Monte Everest - Marco Santiago/ND
Empresário criciumense André Freitas é o primeiro catarinense a escalar o Monte Everest - Marco Santiago/ND



Após 12 dias até chegar ao ponto base, o empresário precisou passar pelas adaptações durante a permanência nos quatro campos até o cume do monte. “Foram momentos únicos, onde fiquei três dias respirando com oxigênio, presenciei muita gente sofrendo acidentes e vi três pessoas mortas. A estatística é de uma morte a cada 25 montanhistas e 60% dos casos acontecem na descida. Por isso, a alegria de chegar ao pico é impressionante, mas no minuto seguinte já bate a preocupação com a descida. Sem falar nos imprevistos de perder um par de luvas na reta final, a lanterna apresentar defeito e o guia passar mal no último trecho”, revelou o aventureiro, que não pretende repetir o desafio.

Após estar ambientado e preparado, André levou quatro dias para subir e outros dois para descer o pico mais elevado do mundo, que está situado na cordilheira do Himalaya.   

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade