Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Principais partidos políticos em Joinville apresentam suas "cartas" para as eleições

Na lista de pré-candidatos estão nomes bem conhecidos do eleitor joinvilense

Daiana Constantino
Joinville

Dos dez partidos políticos com representatividade na Câmara de Vereadores de Joinville, a maioria já colocou sobre a mesa suas principais cartas para as eleições deste ano. As apostas para compor as coligações proporcionais no Estado, normalmente, estão em nomes que buscam a reeleição e em políticos com bom retrospecto nas urnas. 

Em média, os diretórios municipais em Joinville apostam entre duas e quatro candidaturas para deputados estaduais e federais. A maioria dos pré-candidatos já é bem conhecida dos eleitores. Esse é o caso do PSDB e do PSD, que tentarão manter o tucano Marco Tebaldi na Câmara dos Deputados e os pessedistas Darci de Matos e Kennedy Nunes na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina).

O maior partido do Estado em filiações, no entanto, está em dúvida em Joinville. O PMDB não sabe se trabalhará para reeleger Mauro Mariani a deputado federal ou se terá de apoiá-lo numa eventual candidatura a governador. Para a Alesc, o PMDB trabalha com os nomes do vereador João Carlos Gonçalves e do presidente municipal do partido, Dalmo Claro de Oliveira.

Da Câmara de Vereadores devem sair mais candidatos. O PT lançará Adilson Mariano e Manoel Bento, este para deputado estadual e aquele, para federal. Pelo PDT, James Schroeder deve participar da corrida à Alesc. Fabio Dalonso (PSDB) e Sidney Sabel (PP), que deixam seus cargos no governo municipal e retornam ao Legislativo municipal também se lançarão a deputado estadual.

A reportagem entrevistou os presidentes dos partidos municipais com representatividade na Câmara de Vereadores para conhecer as apostas para a disputa eleitoral deste ano. São eles: PMDB, PSDB, PP, PT, PSD, PPS, PSC, PDT, PSB e SDD. Continue lendo e confira os detalhes da articulação para a próxima eleição.

 

Brüning/Arte/ND

 

PP
Partido tem como pré-candidato a deputado estadual o subprefeito de Pirabeiraba e vereador licenciado, Sidney Sabel. Presidente do diretório municipal, o vereador Rodrigo Thomazi diz que o partido pensa em dois candidatos, mas ainda não há definição sobre o nome para deputado federal. Suplente de deputado estadual, Eni Voltolini é cotado.


PDT
A intenção do partido em Joinville é ter apenas um candidato à Alesc. O nome do vereador James Schroeder é o mais cotado, segundo o presidente do diretório municipal, Rodrigo Bornholdt. Fala-se na candidatura de João Carlos Farias para federal. O vice-prefeito de Joinville, Rodrigo Coelho, informou à reportagem que não disputará a eleição deste ano.

SDD
Um dos novíssimos partidos no cenário eleitoral, o SDD quer marcar presença no pleito deste ano. O candidato da sigla para as regiões Norte e Nordeste será o joinvilense Odir Nunes, que disputará uma cadeira na Alesc. Vereador no sétimo mandato, Nunes diz que a meta é eleger no Estado dois deputados estaduais e um federal. A sigla namora uma coligação proporcional com o PSDB.
 
PSB
Patrício Destro é a principal aposta do PSB. O vereador mais votado de Joinville deve figurar entre os favoritos para a conquista de uma cadeira na Alesc. “Em 2010, Destro disputou a deputado federal fez 37.609 votos. A meta agora é que ele faça de 40 mil a 45 mil votos para a Assembleia”, disse o presidente do PSB de Joinville, Lúcio Mauro Nedel. Para a Câmara dos Deputados, a legenda deve lançar o médico Cassio Gonçalves Ucker e a enfermeira Marlene Serafim.

PSC
O ND ouviu os presidentes dos diretórios municipais de todos os partidos com representatividade na Câmara de Vereadores de Joinville. A exceção foi o PSC, que não teve seu presidente localizado pela reportagem até o fechamento desta edição.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade