Publicidade
Segunda-Feira, 12 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Prefeitura de Joinville tem de asfaltar 10 km por mês para cumprir meta do prefeito Udo

Dos 300 km de pavimentação prometida em campanha, apenas 2,4% foram executados entre janeiro de 2013 e julho de 2014

Daiana Constantino
Joinville

Para cumprir o objetivo do prefeito Udo Döhler (PMDB) de pavimentar 300 km de chão até dezembro de 2016 – término do mandato –, a atual administração de Joinville precisa  fazer cerca de 300 metros de asfalto ou de calçamento por dia (incluindo fins de semana e feriados), a partir de primeiro de agosto. Isso significa que a meta só será alcançada com a pavimentação de 10 km por mês, em média.

De acordo com dados repassados pela Secom (Secretaria de Comunicação da Prefeitura), de janeiro de 2013 até esta semana, apenas 7.214 metros de pavimentação haviam sido executados, o que equivale a 2,4% da promessa de campanha. Restam, então, 29 meses para executar os outros 97,6%.

O cálculo feito pela reportagem do Notícias do Dia considerou dados atualizados da Secom e a meta de mobilidade urbana prevista no Plano de Governo de Udo.

Segundo o secretário de Infraestrutura Urbana (Seinfra), Romualdo França, a pasta depende da liberação de verbas para realizar pavimentação de ruas na cidade. “Quando houver recursos, a Seinfra estará preparada para executar. Mas no momento não é possível falar em projetos futuros de pavimentação porque não há recurso,” enfatizou. 

O orçamento da Prefeitura para 2015 está estimado em R$ 2,252 bilhões. Desse total, R$ 336 milhões (14,9%) devem ser investimentos no setor de urbanismo, que inclui a pavimentação. A soma, em tese, é pequena para todo o asfalto que se pretende despejar nas ruas da maior cidade do Estado. Segundo apurou o ND junto a engenheiros, a pavimentação asfáltica custa, com toda a infraestrutura necessária, cerca de R$ 1 milhão por quilômetro.

Infografia/ND
Clique na imagem para ampliá-la

“A Prefeitura tem realizado uma série de questões perante os órgãos estaduais e federais na busca de recursos que permitam ampliar a capacidade executiva de pavimentações e drenagens”, justificou o secretário.

Um avanço no setor – que ajudaria a cumprir a meta dos 300 km – será sentido pela população com o lançamento de um programa de pavimentação comunitária, que está em análise na Procuradoria-geral, segundo a Secom. Mas, por enquanto, não há previsão para a largada do serviço.

No momento, a Seinfra informa estão sendo pavimentados 21,9 km de vias. As ruas beneficiadas são: Santa Luzia (Aventureiro), Boehmerwald (Parque Guarani), José Francisco Vieira (Aventureiro), Lídia Rodrigues Teixeira (Aventureiro), Acesso ao Loteamento José Loureiro (Ulisses Guimarães), Pavo (Jardim Paraíso), Ministro Luiz Galloti (Boa Vista, Jacob (Costa e Silva), Rui Barbosa (Costa e Silva), Rio do Morro (Paranaguamirim), dos Aimorés (Petrópolis) e duplicação da Avenida Santos Dumont.

A previsão da Seinfra é de concluir 13,8 km ainda neste ano. Já a duplicação da Avenida Santos Dumont não tem data de término porque depende da desapropriação de imóveis. 

Atualmente, Joinville tem 862.867 metros de ruas asfaltadas e outros 170.584 metros com calçamento. Sem pavimento (ruas de terra ou cascalho) são 761.585 metros.

 

Luciano Moraes/ND
Petrópolis. Morador da rua Tupiniquins, Paulo Felipe Salvatori espera há 14 anos pela pavimentação na localidade

 


Moradores pedem asfalto comunitário

Morador da rua Tupiniquins, no bairro Petrópolis, zona Sul de Joinville, Paulo Felipe Salvatori espera há 14 anos pela pavimentação da rua. Poeira, lama, buracos e insegurança são dificuldades enfrentadas constantemente pela população local.

Líder comunitário, Salvatori conta que já dialogou com os últimos três governos municipais em busca da pavimentação da rua. Na atual gestão, a promessa é de que a via seja asfaltada com recursos do governo federal ou estadual. “A rua é bastante movimentada. Passa ônibus todo o dia aqui”, conta.

Segundo Salvatori, 90% dos moradores da rua assinaram um documento manifestando serem favoráveis à pavimentação comunitária, opção que é estudada pela Prefeitura.
Reclamações como a de Salvatori chegam aos vereadores. Fato que levou Levi Rioschi (PPS) a fazer um pedido de informação à Prefeitura sobre pavimentação de ruas na cidade. “Entre tantas carências de Joinville, está a pavimentação de ruas”, diz o vereador. 

Rioschi criticou a letargia do setor público. “Dos 300 km de asfalto prometidos na campanha, apenas seis [7,2 km, segundo a Secom] foram feitos. Já estamos passando de um ano e meio de governo,” lamentou.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade