Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Deter autoriza revitalização da hidrovia entre Joinville e São Francisco do Sul

Reforma da sinalização náutica, que vai permitir a retomada da navegação no rio Cachoeira, será feita por empresa francisquense, a mesma que implantou a sinalização da hidrovia em 2009 para o Jetbus

João Batista (JB)
Joinville

O Deter (Departamento de Transportes e Terminais de Santa Catarina) autorizou nesta semana, na última segunda (7), o início dos trabalhos de manutenção corretiva e revitalização da sinalização náutica da hidrovia entre Joinville e São Francisco do Sul. O serviço, esperado desde o fim de 2013, é o passo inicial para que a navegação no rio Cachoeira seja retomada. O trajeto de 23 quilômetros vai do atracadouro do Terminal Hidroviário Conde D’Eu, próximo ao Mercado Municipal de Joinville, até o do Terminal Marítimo no Centro Histórico de São Francisco.

Luciano Moraes/Arquivo/ND
Prazo para conclusão da obra é de 60 dias

A execução será de responsabilidade da Giramar Prestadora de Serviços de Apoio Marítimo, empresa de São Francisco que ganhou a concorrência por pregão presencial feita pelo Deter em março. É a mesma companhia que foi responsável pela instalação dos equipamentos da hidrovia em 2009, quando o trecho foi construído para a navegação do Jetbus. Na época, foram gastos quase R$ 800 mil só com a sinalização náutica, abandonada após o projeto de transporte marítimo de passageiros fracassar.

O serviço de reparo, que contempla a troca de lâmpadas, reposição ou conserto de bóias, lanternas e balizas de sinalização, está orçado em R$ 149 mil, valor abaixo da previsão inicial do Deter, de R$ 200 mil. O contrato prevê a execução dos trabalhos em 60 dias mas, de acordo com o gerente de terminais hidroviários do Deter, Nildo Teixeira, a empresa deve concluir antes desse prazo. Por enquanto, ainda não há intervenções na água pela equipe técnica da empresa, o que só deve ocorrer a partir da semana que vem.

Conforme Teixeira, de início a prestadora de serviço compra os materiais necessários, entre bóias, lâmpadas e outros itens, para depois proceder com a instalação. Com a sinalização reformada, a empresa de transporte marítimo Marinebus, de Florianópolis, poderá operar na hidrovia. A autorização foi concedida no fim de 2013, após publicação de decreto estadual. A revitalização da sinalização náutica é uma exigência da Capitania dos Portos para que a navegação seja liberada no canal pela Baía da Babitonga.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade