Publicidade
Sexta-Feira, 18 de Agosto de 2017
Descrição do tempo
  • 22º C
  • 13º C

Dois homens morrem e uma mulher fica ferida em acidentes na SC-401, neste domingo

Os dois acidentes aconteceram pouco antes das 6h; sete veículos foram envolvidos

Com informações de Colombo de Souza e Gustavo Bruning
Florianópolis
13/08/2017 às 23H26

Dois homens morreram e uma mulher ficou ferida após um acidente de trânsito no fim da madrugada de domingo, na SC-401, em Florianópolis. Instantes depois, um engavetamento foi registrado próximo ao local. A motorista responsável pela colisão abandonou o carro. As batidas foram no sentido bairro-centro e reforçam estatísticas de ocorrências no retorno de baladas na região Norte da Ilha. Outros acidentes sem vítimas foram registrados ao longo do domingo.

Dois rapazes de 21 e 23 anos morreram após a batida; veículo ainda colidiu em um poste - Jacir Luiz Grolli/Divulgação/ND
Dois rapazes de 21 e 23 anos morreram após a batida; veículo ainda colidiu em um poste - Jacir Luiz Grolli/Divulgação/ND



A primeira ocorrência, fatal, foi pouco antes das 6h, no Km 15 da SC-401, próximo da sede da ACM (Associação Catarinense de Medicina). Um Citroën C4 Pallas, cor preta, colidiu na traseira de um Citroën C3, cor prata. Na sequência, atropelou uma pedestre, bateu contra um poste e incendiou. O fogo foi controlado pelos bombeiros. Há relatos de que o C4 estava em alta velocidade.

No C4 estavam o motorista Guilherme Pereira Alves, 21, e o caroneiro George Pereira de Albuquerque Filho, 23. Ambos morreram na hora. No C3 estava Juan Pablo de Lima Costa Salazar, que não teve ferimentos. A pedestre Kely Terezinha Borges, 18, foi encaminhada para o hospital Celso Ramos com suspeita de fratura na perna. Ela foi operada e está fora de perigo.

O motorista Juan relatou à polícia que ouviu o barulho da frenagem e, na sequência, sentiu o impacto da batida. Com a força da colisão, a roda traseira esquerda do C3 foi arrancada. Já o C4, que colidiu contra o poste, ficou totalmente destruído.

Poste onde o C4 colidiu, às margens da rodovia - Bruna Matos/RICTV/ND
Poste onde o C4 colidiu, às margens da rodovia - Bruna Matos/RICTV/ND



De acordo com o sargento da Polícia Militar Rodoviária, Édson Ramos, o motorista do C3 vinha do Norte da Ilha, usava roupas de academia e tênis. “Certamente, não retornava de balada”. Diferentemente das duas vítimas, que supostamente retornavam de alguma festa, segundo o policial. O motorista que morreu, Guilherme, tinha passagens pela polícia por furto e receptação.

Colisões graves na SC-401, no retorno de casas noturnas no Norte da Ilha, principalmente aos domingos, estão se tornando comuns. O sargento afirmou que a Polícia Militar Rodoviária realiza fiscalizações em cumprimento à Lei Seca com frequência. Ele ressaltou que é comum flagrar motoristas dirigindo sob o efeito se álcool, inclusive em dias de semana.

Motorista de Mercedes provaca engavetamento e foge do local

O acidente com duas mortes deixou o trânsito lento na SC-401. Instantes depois da colisão, menos de um quilômetro antes, aconteceu um engavetamento. Essa ocorrência foi próximo ao Primavera Garden. Uma mulher conduzia uma Mercedes. Na sequência de colisões, foram atingidos um Hyundai HB20, um Hyundai Tucson, um Chevrolet Celta e um Fiat Pálio Weekend. O motorista de um dos carros envolvidos no engavetamento teve ferimentos leves. Ele foi encaminhado ao hospital Celso Ramos.

Engavetamento na SC-401 provocado pela Mercedes  - Reprodução
Engavetamento provocado pela Mercedes envolveu outros quatro veículos na SC-401 - Reprodução

A motorista do Mercedes fugiu do local a pé. No carro, foram encontradas uma garrafa de bebida alcoólica e latas de energético. Ela não havia sido localizada pela polícia até às 22h de ontem. Todos os sete veículos envolvidos nos dois acidentes foram levados para o pátio da Sinasc, em Palhoça, onde são removidos os envolvidos em acidente na Grande Florianópolis.

Outros acidentes

Colisões registradas no domingo 

  • Por volta das 5h30, a motorista de um Audi preto perdeu o controle do veículo quando saía do elevado do CIC (Centro Integrado de Cultura), na Agronômica. Ela seguia no sentido bairro-centro e bateu em uma árvore. Segundo relato da mulher à polícia, ela ia para casa quando sofreu o acidente. A PM informou que a vítima não estava alcoolizada e que não teve ferimentos graves, mas foi atendida pelo Samu e encaminhada ao hospital Celso Ramos. 
  • Menos de uma hora depois, na BR-101, em Palhoça, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) foi acionada para atender uma ocorrência de capotamento, no km 227 da rodovia. O veículo em questão seguia no sentido Sul no momento do acidente, ocorrido próximo a um posto de gasolina. Segundo a concessionária Autopista Litoral Sul, que atende o trecho, o acidente resultou apenas em danos materiais. O motorista do veículo, que estava sozinho, não chegou a colidir em outros carros e não ficou ferido. 
  • Horas após os primeiros acidentes ocorridos na SC-401, o trânsito continuava complicado na região da conhecida “curva da morte”. Em meio à chuva, por volta das 9h30, o motorista de um Renault Megane derrapou o veículo enquanto fazia a curva e se chocou com a mureta. Ele seguia no sentido bairro-centro e, assim como o passageiro que o acompanhava, não ficou ferido. Segundo a polícia, ele realizou o teste do bafômetro e não apresentou sinais de embriaguez. 
  • No fim da manhã, o trânsito ficou conturbado na saída da Ilha, próximo à entrada da ponte Colombo Salles. O capotamento de um veículo deixou uma das duas pistas bloqueadas, mas nenhuma vítima grave. O Corpo de Bombeiros foi chamado para retirar o óleo que ficou na pista, enquanto o Samu prestou atendimento à vítima. 
  • Durante a tarde, por volta das 15h30, a motorista de um Volkswagen Up, que seguia no sentido bairro-centro da SC-401, perdeu o controle do veículo, atravessou o canteiro e colidiu com a frente de um Chevrolet Prisma que seguia no sentido oposto da via. O acidente ocorreu próximo ao Cemitério do Itacorubi e não deixou vítimas graves. O Corpo de Bombeiros foi acionado e o motorista do Prisma foi encaminhado ao hospital Celso Ramos. A condutora do outro carro não sofreu ferimentos. 
  • No Continente, às 17h, um veículo capotou em cima de um viaduto na avenida Engenheiro Max de Souza, que passa por cima da Via Expressa e leva ao bairro Coqueiros. Com o acidente, parte da mureta de proteção, situada acima da pista que leva à ponte Pedro Ivo Campos, ficou pendente. Uma guarnição dos bombeiros esteve no local realizando a remoção da parte comprometida e informou que ninguém precisou ser encaminhado ao hospital. 
  • A quatro metros de distância do capotamento, pouco mais de uma hora depois, outro veículo se acidentou. Enquanto chovia, um Volkswagen Fox colidiu com a mureta do viaduto e caiu sobre a pista de baixo, na parte do acostamento. A motorista explicou à polícia que perdeu o controle do veículo, que tinha placas de Florianópolis. Segundo o Corpo de Bombeiros, ela teve suspeita de fratura na clavícula e permaneceu consciente e orientada durante o atendimento.


Região com histórico de acidentes graves

No último domingo (6) outro grave acidente foi registrado na região do Norte da Ilha de Santa Catarina. Quatro pessoas foram atropeladas por dois veículos na SC-402, em Jurerê. Sérgio Orlandini Sirotsky é o suspeito de conduzir o Audi A3 que atropelou três pessoas na manhã de domingo na SC-402, no Norte da Ilha. Ele teria abandonado o veículo cerca de 3km depois do local do acidente, na rodovia SC-401, e fugiu do local. Uma quarta pessoa acabou sendo atropelada logo em seguida por outro veículo, cujo motorista foi detido minutos depois. Na sexta-feira (11), Sergio Teixeira, 23, uma das vítimas do acidente morreu no hospital. 

Uma das três vítimas atropeladas pelo Audi A3, no domingo, dia 6, na SC-402, Norte da Ilha deve ser ouvida nesta segunda-feira pelo delegado Otávio Lima, da 7ª DP. Rafael Machado da Cruz é um dos sobreviventes da colisão que teria sido provocada por Sérgio Orlandini Sirotsky, 21.

Em 29 de junho, um homem morreu atropelado no km 2,615 da SC-401, na região da Vargem Pequena. Conforme a PMRv (Polícia Militar Rodoviária), o acidente ocorreu por volta das 21h, no sentido Centro-bairro da rodovia, próximo a uma churrascaria.  Ainda de acordo com a corporação, ele teria tentado atravessar a rodovia, quando foi atingido por um veículo de passeio conduzido por uma mulher.

No dia 10 de maio um motociclista morreu atropelado na SC-401, em Florianópolis. No dia 6 do mes mês, duas mulheres também morreram após serem atingidas por um carro na mesma região 

A técnica de enfermagem, Eli Schlosser, 39 anos, foi a primeira vítima fatal da SC-401 em 2017. Ela morreu no dia 23 de março após perder o controle do veículo em uma curva e bater contra um poste recém colocado. Segundo a PMRv (Polícia Militar Rodoviária), não chovia no momento do acidente, às 6h30, mas a pista estava molhada.

Publicidade

7 Comentários

Publicidade
Publicidade